Viserys Targaryen

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Targaryen.png
Viserys III Targaryen
Targaryen.png
Viserys Targaryen Amoka.jpg
Viserys Targaryen, por Amoka©
Apelido(s) Rei Pedinte
Rei Carroça
Título Rei dos Ândalos dos Roinares e dos Primeiros Homens
Senhor dos Sete Reinos
Protetor do Reino
Lealdade Casa Targaryen
Cultura Valíria
Nascimento Em 275 d.C., em Porto Real
Morte Em 298 d.C., em Vaes Dothrak
Aparece
Mencionado
Mencionado
Mencionado
Mencionado
Outros

GoT Logo.jpg
Interpretado(a) por Harry Lloyd
Aparições 1º Temporada
Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Viserys Targaryen, chamado de "Rei Pedinte", tornou-se herdeiro de seu pai Aerys II após a morte de Rhaegar Targaryen. Ao final da rebelião de Robert Baratheon tornou-se um exilado.

Aparência

Viserys possuía cabelos loiro-platinados e olhos lilases, comuns à Casa Targaryen. Era um jovem magro com mãos nervosas e um ar febril.

História

O príncipe Viserys nasceu em Porto Real em 276 d.C., filho do rei Aerys II Targaryen e sua irmã-esposa, a rainha Rhaella. Ele foi o primeiro filho saudável a sobreviver em dezessete anos desde o primogênito Rhaegar Targaryen, após vários abortos espontâneos e complicações e crianças mortas na infância. O bebê Viserys era pequeno, mas bonito e saudável.[1]

A paranoia de Aerys II fez ele temer muito pela vida do seu novo filho. A Guarda Real o protegia dia e noite e até sua mãe Rhaella era proibida de ficar sozinha com a criança. Aerys insistia que seu provador de comida tomasse o leite dos seios da ama de leite, para prevenir que Viserys fosse morto por envenenamento. Quando lordes de Westeros enviavam presentes para o jovem príncipe, Aerys os queimavam, achando que eram 'amaldiçoados'. Lorde Tywin Lannister lançou um torneio para honrar o nascimento de Viserys em Lannisporto, mas apenas Aerys e Rhaegar da família real compareceram. Quando Rhaegar se casou com Elia Martell no Grande Septo de Baelor, em 280 d.C., Aerys não permitiu que Viserys estivesse presente.[1]

Viserys era um menino na época da Rebelião de Robert. Quando Rhaegar foi derrotado no Tridente, ele e sua mãe grávida foram levados para Pedra do Dragão.

Após o nascimento de Daenerys Targaryen, o que causou a morte de sua mãe, e ao final da guerra, Viserys e sua irmã foram levados às escondidas para Bravos pelo leal Sor Willem Darry, que os protegeu até a morte deste quando seus servos expulsaram os irmãos Targaryen da casa, forçando-os a vaguear pelas Cidades Livres como convidados dos cidadãos poderosos.[2][3][4][5]

Depois um tempo, foram forçados a vender seus tesouros para sobreviver. Quando Viserys vendeu a coroa de sua mãe, os homens começaram a chamá-lo de "Rei Pedinte". Viserys cresceu se ressentindo de Daenerys "por matar a sua mãe durante o parto", e começou a tratá-la mal. Ele a avisava com freqüência para não "acordar o dragão" caso incitasse a sua ira.[6]

Viserys era um homem ambicioso, mas também impaciente e iludido. Se via como o rei de direito de Westeros e achava que isso lhe garantiria respeito e admiração instantâneas, levando tudo menos que isso como um insulto. Ele se recusava a aceitar a realidade da situação da Casa Targaryen depois que Robert Baratheon tomou o Trono de Ferro. Acreditava que várias Casas se declarariam por ele quando desembarcasse no continente, como os Tyrell, Redwyne, Darry, Greyjoy e Martell. Embora isso não seja uma prova de que a esperança de Viserys fosse ser atendida, era verdade que a Casa Darry mantinha tapeçarias com todos os reis Targaryen em suas paredes e o povo comentava que os tempos haviam sido melhores durante o reinado de Aerys.[7][2]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Harry Loyd como Viserys Targaryen na série de TV

Em Pentos, Viserys encontrou o Magíster Illyrio Mopatis , que assumiu o interesse em entregar a Viserys o Trono de Ferro , em troca de recompensas após sua ascensão. Illyrio e Viserys arranjaram um casamento entre Daenerys e Khal Drogo, um poderoso Dothraki que prometeu a Viserys dez mil homens para conquistar os Sete Reinos. Drogo demorou em cumprir sua promessa, enquanto Viserys tornou-se cada vez mais insistente em fazer uma invasão.[2]

Ele ameaçou Daenerys para que ela persuadisse Drogo, mas ela com uma nova posição de autoridade não o obedeceu.[8]

Depois de tentar machucar Daenerys, ele teve seu cavalo levado, andando em um carro, um tabu entre os Dothraki, por isso ganhou o apelido de "rei descalço". Em Vaes Dothrak, Viserys ficou bêbado e novamente insistiu que Drogo deveria dar-lhe a coroa prometida.[9]

Após Viserys sacar uma espada e ameaçar o bebê de Daenerys, Drogo derreteu o ouro de seu cinto e derramou em cima da cabeça de Viserys, uma "coroação" fatal para ele. Ele morreu sem nunca ter sentado no Trono de Ferro.[10][11]

A Fúria dos Reis

Depois da morte de Viserys, Daenerys tentou se lembrar dele como uma boa pessoa apesar de sua crueldade. Ela assumiu que Viserys era cruel, fraco e assustado, mas ainda era seu irmão. Ela nomeou um de seus dragões em sua homenagem, Viserion, que seria capaz de fazer o que Viserys nunca conseguira.

Mesmo morto, Viserys continua sendo uma influência para Dany, e os pensamentos da rainha se voltam para o irmão que a criou vez ou outra. Em Qarth, após ter ajuda recusada pelos Puronatos, ela se lembrou que o irmão teve de aguentar diversas negativas como aquela, e que isso deve ter contribuído em muito em sua amargura. Ela se questionou como era estar na mesma posição:

Tornei-me a mais esplêndida pedinte do mundo, mas uma pedinte mesmo assim. Detestava isso, tal como o irmão devia ter detestado. Todos aqueles anos correndo de cidade em cidade um passo à frente das facas do Usurpador, suplicando a ajuda de arcontes, príncipes e magísteres, comprando a nossa comida com lisonjas. Deve ter sabido como zombavam dele. Não é de se admirar que tivesse ficado tão zangado e amargo, No fim, aquilo o deixou louco. E vai fazer o mesmo comigo, se eu deixar. Parte de si gostaria de levar seu povo de volta a Vaes Tolorro e fazer a cidade morta florescer mais do que qualquer outra coisa. Não, isso é derrota. Tenho algo que Viserys nunca teve. Tenho os dragões. Os dragões fazem toda a diferença.

A Tormenta de Espadas

Sor Barristan Selmy disse à Dany que Viserys parecia ser filho de Aerys de maneiras que Rhaegar nunca parecera.

O Festim dos Corvos

Após sua tentativa frustrada de coroar Myrcella Baratheon, Arianne Martell teve uma conversa decisiva com o pai, o Príncipe Doran Martell. Quando ela exigiu dele que reconhecesse seus direitos sobre Dorne, o Príncipe finalmente revelou um plano secreto e antigo. Ela o questionou sobre uma antiga carta na qual Doran prometia Dorne ao seu outro filho, o Príncipe Quentyn Martell, e ele explicou que tinha outros planos pra ela.

Arianne sempre se sentira ultrajada porque seu pai costumava oferecê-la em casamento a homens velhos. Ele explicou que o fazia pois sabia que ela os recusaria e precisava ser visto tentando arranjar um par para a filha, sendo que ela já estava prometida a outro. Quando ela perguntou a quem, ele disse que não importava, pois o homem sido assassinado com um pote de ouro derretido.

Por fim, Doran revelou que Quentyn Martell havia partido para o Leste para buscar o que era o desejo do coração da Casa Martell.

Vingança. Justiça. Fogo e Sangue.

A Dança dos Dragões

Enquanto viajava numa liteira com Tyrion Lannister, Illyrio Mopatis falou sobre Daenerys e Viserys Targaryen. Ele disse a Tyrion que Viserys deu sua irmã a Drogo para ganhar a amizade do khal, e que era um jovem vaidoso e ganancioso. Ele adicionou que Viserys desejava o trono de seu pai, mas que também desejava Daenerys e que relutou em abrir mão dela.

Mopatis revelou que, na noite antes do casamento de Daenerys, Viserys tentou entrar em seu quarto, insistindo que se não poderia se casar com ela, teria sua virgindade. Illyrio disse que se não tivesse tido a preocupação de botar guardas na porta de quarto, Viserys teria estragado anos de planejamento. Tyrion comentou:

Ele me parece um completo idiota.

E Illyrio replicou:

Viserys era filho de Aerys, o Louco, apenas isso.

Sor Barristan Selmy contou a Daenerys que depois de ter sido demitido da Guarda Real, pretendia se redimir ao encontrar o verdadeiro rei e serví-lo lealmente com todas as forças que lhe restavam. Dany perguntou se este teria sido seu irmão Viserys, e Barristan respondeu que encontrá-lo havia sido sua intenção.

Enquanto jogava cyvasse com Haldon, Tyrion pensou consigo mesmo que Illyrio jogava o jogo dos tronos, e que Haldon, Griff e Pato eram apenas peças para ele, para serem movidas segundo sua vontade e sacrificadas quando precisasse, assim como o magíster havia sacrificado Viserys.

Tristan Rivers, membro da Companhia Dourada, revelou que um dos planos de Illyrio realmente consistia na vinda de Viserys com cinquenta mil gritadores dothraki sob seu comando, mas que a morte do Rei Pedinte destruiu o plano.

Daenerys se lembrava que Viserys contou a ela história dos torneios que ele assistiu nos Sete Reinos, mas que ela nunca assistira uma justa.

Em sua chegada à corte de Daenerys, Quentyn Martell a presentou com o documento em que constava o pacto matrimonial secreto. Foi revelado que enquanto Viserys e Daenerys moravam em Bravos sob a custória de Sor Willem, o acordo foi feito entre Sor Willem e o Príncipe Oberyn Martell, tendo o Senhor do Mar de Bravos como testemunha. Consistia na promessa da mão de Arianne à Viserys, junto com todo o poderio de Dorne, quando ambos alcançassem certa idade e Viserys chegasse em Westeros para reclamar seu trono.

Não se sabe a razão para que Sor Willem não tenha avisado Viserys sobre esse plano. Talvez ele não tivesse tido tempo, ou achasse que a impulsividade do Targaryen o fizesse reclamar seus direitos muito cedo, o que traria a fúria de Robert Baratheon sobre Lançassolar. Dany chegou a comentar com Sor Barristan que se Viserys tivesse sabido que havia uma princesa dornesa esperando por ele, ele teria partido para Lançassolar logo quando tivesse idade para se casar.

No capítulo final de Daenerys em A Dança dos Dragões, ela vagou pelo Mar Dothraki tentando retornar a Meereen. Quando ela dormiu, sonhou com o irmão morto. Ele parecia igual à última vez que ela o vira: a boca retorcida de angústia, o cabelo queimado e o resto negro e esfumaçado onde o ouro derretido escorrera por sua testa, bochechas e olhos. Ela disse que ele estava morto, e ele respondeu que fora assassinado.

Você nunca me velou, irmã. É duro morrer sem ser velado.

Ela replicou:

Eu o amei uma vez.

Ele repetiu "uma vez" tão amargamente que a fez estremecer. Ele disse que ela deveria ter sido sua esposa e lhe dado filhos com cabelos prateados e olhos púrpura, mantendo puro o sangue do dragão. Falou que havia tomado conta dela, ensinado quem era era e que chegara a vender a coroa da mãe deles para mantê-la alimentada. Ela o acusou de machucá-la e assustá-la, mas ele respondeu que o fazia apenas quando ela "acordava o dragão". Quando ela disse que ele a vendeu e a traiu, Viserys disse que ela fora a traidor ao se virar contra ele, seu próprio sangue. Falou que os dothraki o trapacearam, prometeram uma coroa dourada e o assassinaram. Quando ela tentou argumentar, ele foi grosseiro:

Quer acordar o dragão, sua putinha estúpida? O khalasar de Drogo era meu. Eu o comprei dele, mil gritadores. Paguei por eles com sua virgindade.

Ela tentou explicar que os dothraki não compravam e nem vendiam, e ele replicou:

Eu esperei. Por minha coroa, por meu trono, por você. Todos estes anos, e tudo o que consegui foi um pote de ouro derretido. Porque deram os ovos de dragão para você? Eles deviam ter sido meus. Se eu tivesse um dragão, teria ensinado ao mundo o significado do nosso lema.

Viserys começou a rir até que sua mandíbula caiu de seu rosto, soltando fumaça, e sangue e ouro derretido escorreram de sua boca. Daenerys então acordou, ofegante.

The Winds of Winter

Viserys é assassinado por Drogo, na série de TV.

Arianne Martell pediu a Sor Daemon Sand que lhe contasse sobre o Príncipe Viserys. Ele se lembrou que todo mundo dizia que o Príncipe Rhaegar era bonito, então Viserys deveria ter sido bonito também.

Arianne então refletiu sobre o pacto matrimonial secreto, e que ela fora prometida ao Príncipe Viserys por anos até que ele morreu, assassinado no Mar Dothraki, coroado com um pote de ouro derretido. Ela questionou Sor Daemon sobre que motivos teriam levado Khal Drogo a assassiná-lo, e Daemon respondeu que não sabia.

A maior dúvida de Arianne, porém, eram as razões de Daenerys para ter deixado que aquilo acontecesse, já que o irmão era a única família que lhe restava. Pensou que, provavelmente, Daenerys se ressentia do irmão. Chegou à conclusão que Daenerys devia ter se dado conta que, uma vez que Viserys fosse coroado e se casasse com a dornesa, ela teria de passar o resto de seus dias dormindo numa tenda e fedendo a cavalo.

No entanto, Arianne não sabe que Daenerys não conhecia o pacto secreto até que Quentyn Martell o revelou a ela em Meereen. Em sua posição privilegiada e protegida, Arianne parece ser incapaz de perceber as condições desesperadas em que Daenerys e seu irmão estavam, e como isso havia afetado profundamente a paranoia, amargura e ódio de Viserys, a ponto de que a irmã se afastasse dele e permitisse seu assassinato.

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Aegon V}
 
{Betha
Blackwood}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Duncan}
 
{Jenny
de Pedravelhas}
 
{Jaehaerys II}
 
{Shaera}
 
{Daeron}
 
 
 
 
 
 
{Rhaelle}
 
{Ormund
Baratheon}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Aerys II}
 
{Rhaella}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Casa
Baratheon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Rhaegar}
 
{Elia
Martell}
 
{Shaena}
 
{Daeron}
 
{Aegon}
 
{Jaehaerys}
 
{Viserys}
 
Hizdahr
zo Loraq
 
Daenerys
 
{Drogo}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Rhaenys}
 
Aegon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Rhaego}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Viserys Targaryen. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.