Visenya Targaryen

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Targaryen.png
Visenya Targaryen
Targaryen.png
Visenya Targaryen Amoka.jpg
Visenya, por Amoka ©
Título Rainha
Rainha Viúva
Lealdade Casa Targaryen
Cultura Valiriana
Esposa(o) Aegon I Targaryen
Nascimento Em 28 a.C ou 29 a.C, em Pedra do Dragão
Morte Em 44 d.C., em Pedra do Dragão
Livro(s) O Mundo de Gelo e Fogo (mencionada)
A Guerra dos Tronos (mencionada)
A Fúria dos Reis (mencionada)
A Tormenta de Espadas (mencionada)
O Festim dos Corvos (mencionada)
A Dança dos Dragões (mencionada)

Visenya Targaryen foi a irmã mais velha e uma das esposas de Aegon I Targaryen, O Conquistador, e mãe de Maegor, o Cruel. Ela foi a montadora da dragão Vhagar.

Aparência e personalidade

Como seus irmão ela possuía as clássicas características Valirianas com os cabelos prata-ouro, os quais ela mantinha trançados e presos com anéis e, olhos roxos.[1][2][3] Possuía uma beleza mais dura e austera que sua irmã, Rhaenys. Voluptuosa, sensual e impetuosa, Visenya era também firme, séria e implacável. [2][1] Alguns afirmam também que Visenya não era estranha às artes das trevas e lidava com venenos.[2]

Visenya era tanto um montadora de dragão quanto uma guerreira, estando confortável tanto em seda quanto em uma armadura.[2]. Sendo que quando se vestia como uma guerreira ela sempre empunhava a espada de Aço Valiriano, a Irmã Negra.[1]

História

Visenya nasceu em Pedra do Dragão, filha do Lorde Aerion Targaryen e da Senhora Valaena Velaryon. Ela tinha dois irmãos mais novos, Aegon e Rhaenys.[4][5] Como esperado, Visenya se casou com seu irmão Aegon, seguindo o costume valiriano. Contudo, ele também tomou a irmã mais nova como esposa. As pessoas dizem que Aegon se casou com Visenya pelo dever e com Rhaenys pelo desejo. Antes do casamento, Visenya montou em um dragão, formando um laço com o animal Vhagar.[5]

Na sua juventude, visitou a Cidadela em Vilavelha e a ilha da Árvore com seu irmão Aegon.[5]

A conquista

Ver também: Guerra da Conquista

Quando Aegon iniciou a conquista dos Sete Reinos, Visenya partiu com ele de Pedra do Dragão. Ela subjugou a Casa Stokeworth e depois derrotou a Casa Darklyn com ajuda do seu meio-irmão Orys Baratheon, tomando Valdocaso. Após submeter uma dúzia de Casas, Aegon foi coroado rei. A agora rainha Visenya colocou uma coroa de aço valiriano sobre a cabeça do irmão-marido enquanto Rhaenys o proclamou Rei de Toda a Westeros. Após a coroação, Visenya acompanhou a esquadra Targaryen até Vila Gaivota e o Vale. Quando a frota Arryn conseguiu afundar mais de um-terço da esquadra Targaryen, Visenya veio do céu com seu dragão Vhagar e queimou os navios dos Arryn.[5]

Logo em seguida, Aegon mandou Visenya para o Gancho de Massey. Os lordes da região souberam da Queima de Harrenhal que havia matado o rei Harren Hoare e toda a sua família, portanto decidiram se render e se submeter aos Targaryen. Aquela região passou a ser parte das Terras da Coroa, submetida diretamente ao Trono de Ferro.[5][6]

Visenya se encontrou com Rhaenys, Aegon e o exército Targaryen no Septo de Pedra, e de lá partiram para o sul. Logo confrontaram as forças combinadas da Campina e das Terras Ocidentais. Visenya e seus irmãos, montados em dragões, queimaram a grama da região e quatro mil homens do exército inimigo foram queimados vivos na batalha que ficou conhecida como Campo de Fogo. O rei Mern IX Gardener da Campina morreu, enquanto o rei Loren I Lannister sobreviveu fugindo da batalha e posteriormente dobrou o joelho para Aegon I.[5] De acordo com a lenda, Visenya agradeceu aos deuses pelo fato de Loren ter marchado para o sul e enfrentado os Targaryens em campo aberto, pois ao ver Rochedo Casterly, ela acreditava que fogo de dragão não seria capaz de submeter os Lannisters enquanto eles estivessem dentro da Rocha.[7]

Visenya foi ferida com uma flecha no ombro durante o Campo de Fogo, mas ela logo se recuperou. Após a rendição do rei Loren, os três Targaryens partiram mais uma vez, agora para o Tridente, onde foram enfrentar o exército nortenho, liderado pelo rei Torrhen Stark. Contudo, Torrhen decidiu não guerrear e dobrou o joelho. Visenya retornou para o Vale, onde os Arryn haviam fortalecidos suas defesas. Uma forte tropa estava guarnecendo o Portão Sangrento e havia também guarnições grandes nos castelos de Pedra, Neve e Céu. Contudo, Visenya voou acima dessas defesas e chegou no Ninho da Águia montada em Vhagar. Ela pousou no jardim, onde se encontrou com o garoto-rei Ronnel Arryn. A sua mãe e regente do Vale, a senhora Sharra Arryn, decidiu pela rendição à Visenya.[5]

Guerra contra Dorne

Ver também: Primeira Guerra Dornesa

Visenya lutou com seus irmãos na guerra contra Dorne, que durou de 4 d.C. a até 13 d.C.. Após a morte de Rhaenys, em 10 d.C., Visenya e Aegon, tomados pela tristeza, queimaram cada castelo e fortaleza em Dorne pelo menos uma vez, com exceção de Lançassolar e a Cidade Sombria. Eles também colocaram recompensas na cabeça dos lordes dorneses. Embora muitos desses lordes tenham sido de fato mortos por assassinos, apenas dois dos assassinos foram pegar suas recompensas. Em retaliação, os lordes dorneses também contrataram seus próprios assassinos.[8][9] Visenya e sua escolta foram atacados nas ruas de Porto Real, onde ela matou um dos atacantes.[8] Em outra ocasião, em 10 d.C., Aegon e Visenya foram novamente emboscados, sendo que Visenya salvou a vida dele. Quando Aegon que seus guardas ainda eram suficientes para sua proteção, Visenya pegou sua espada, a Irmã Negra, e feriu a bochecha de Aegon, antes que seus guardas pudessem reagir. Após esse evento ela juntou um grupo de sete habilidosos cavaleiros e fundou a Guarda Real. Ela fez estes homens prestarem juramento de devoção similar ao juramento da Patrulha da Noite.[9]

Em 13 d.C., a princesa Deria Martell chegou em Porto Real com uma delegação para negociar a paz. Ela trouxe o crânio do dragão de Rhaenys, Meraxes e Visenya não gostou deste gesto.[8] Deria e Aegon eventualmente chegaram a um acordo de paz e encerraram a guerra.[8]

Maternidade

O dia-dia em governar o Reino recaía sobre Visenya, Rhaenys e para os conselheiros de Aegon.[9]

A morte de Rhaenys em Dorne, em 10 d.C., arruinou a saúde do filho dela, Aenys, e começaram a questionar se ele sobreviveria.[10] Como Visenya ainda não havia engravidado de Aegon após uma década de casamento, muitos acreditavam que ela não podia conceber, e alguns sugeriram que ele deveria tomar outra esposa, ao que Aegon se recusava.[10] Em 11 d.C., Visenya anunciou sua gravidez e, no ano seguinte, ela deu a luz ao príncipe Maegor[10][11] em Pedra do Dragão, onde ela passaria os próximos anos o educando.[12] Ela deu para ele a sua espada de aço valiriano, a Irmã Negra, quando Maegor tinha apenas treze anos, no Dia do Seu Nome.[10][13]

Em 23 d.C., Aenys teve sua primeira filha, a princesa Rhaena.[10] Um ano mais tarde, Visenya propôs o casamento entre Maegor e Rhaena, para acertar a questão da sucessão, já que havia uma discussão sobre quem sucederia Aenys quando ele ascendesse ao trono: sua própria filha ou seu irmão.[11] Contudo, o Alto Septão protestou e sugeriu que a Senhora Ceryse Hightower, sua sobrinha, deveria se casar com Maegor.[14][15]

A relação entre Visenya e Aegon, que nunca foi muito amorosa, com o tempo se tornou mais distante. Quando Aegon, em 35 d.C., mandou destruir o seu Forte para iniciar a construção da Fortaleza Vermelha, Visenya ficou no comando da construção. Segundo o Arquimeistre Gyldayn, Aegon tomou esta decisão e mandou Visenya para Porto Real para que ele não precisasse lidar com ela em Pedra do Dragão.[9]

Em 39 d.C., dois anos após a morte de Aegon I, Maegor, chocou o reino e tomou uma segunda esposa, Alys Harroway. Visenya oficializou o casamento já que nenhum septão aceitou faze-lo. A revolta que isso gerou forçou um exílio temporário de Maegor.[14] O agora Rei Aenys I abandonou Porto Real no começo do Levante da Fé Militante e fugiu para Pedra do Dragão. Visenya o aconselhou a queimar o Septo Estrelado em Vilavelha e também o Septo da Memória em Porto Real. Aenys, incapaz de tomar uma decisão firme, acabou adoecendo e não ouviu o conselho dela. Visenya começou a cuidar dele e sua saúde melhorou mas Aenys veio a sofrer um colapso quando soube que seu filho Aegon e sua filha Rhaena foram cercados em Paço de Codorniz. O rei acabou falecendo três dias depois.[14] Após o enterro de Aenys, Visenya montou em Vhagar e voou para Pentos trazendo de volta para casa seu filho Maegor.[15] Maegor reivindicou o Trono de Ferro (em detrimento do filho mais velho de Aenys I) e Visenya o escoltou para Porto Real, onde ela ameaçou qualquer que questionasse a legitimidade do seu filho para governar, resultando em um julgamento de sete entre Maegor e cavaleiros dos Filhos do Guerreiro. Apesar de ter sido ferido, Maegor sobreviveu.[15]

Entre 42 d.C. e 44 d.C., Visenya manteve a viúva de Aenys, Alyssa Velaryon, e seus dois filhos mais novos, Jaehaerys e Alysanne, como reféns em Pedra do Dragão. Eventualmente, o rei Maegor matou o filho mais velho de Aenys na Batalha no Olho de Deus.[15]

Visenya viria a morrer em Pedra do Dragão, em 44 d.C.. Alyssa e seus filhos escaparam do castelo logo em seguida. Eles levaram consigo, a espada Irmã Negra. Irritados com esta fuga, a terceira esposa de Maegor, Tyanna da Torre, torturou o filho mais velho sobrevivente de Alyssa, o príncipe Viserys, que veio morrer em decorrência disso.[15]

Após a morte de Visenya, começaram a sugerir que tivesse sido responsável pela morte repentina de Aenys e algumas pessoas começaram a chama-la de regicida e assassina de parentes.[14]

Família

 
 
 
 
 
 
{Valaena Velaryon}
 
 
 
 
 
{Aerion}
 
 
 
 
 
Desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Visenya}
 
 
 
{Aegon I}
 
 
 
{Rhaenys}
 
{Orys
Baratheon}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jeyne Westerling}
 
{Maegor I}
 
 
 
{Aenys I}
 
 
 
 
Casa
Baratheon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jaehaerys I}
 
{Alysanne}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Vários
descendentes
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Viserys I}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Targaryen. A lista de autores pode ser vista no da página.