Varamyr

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Varamyr
Varamyr Seis-Peles Тхе Мичо.jpg
Apelido(s) Varamyr Seis-Peles
Lump
Haggon
Lealdade Selvagens
Cultura Selvagens
Morte Em 300 d.C., em Para Lá da Muralha
Aparece
PDV

Varamyr, mais conhecido como Varamyr Seis-Peles, é membro do Povo Livre e um Troca-peles, que controla três lobos, um urso-das-neves de quase quatro metros de altura, e um gato-das-sombras [1] [2]. Ele era conhecido como Lump, até que ele tomou o seu novo nome [2].

Aparência

Varamyr é pequeno, de rosto cinza e calvo, com ombros redondos. Ele usa um manto gato-das-Sombras. [3] Seus três lobos são chamados: Um-Olho, Perseguidor e Manhosa. [4]

História

O verdadeiro nome de Varamyr é Lump e ele nasceu prematuro em uma família comum de selvagens. Como era pequeno, enfermo e fraco, ninguém acreditou que fosse sobreviver e sua mãe esperou até seus 4 anos para lhe dar um nome (é comum para o Povo Livre dar o nome do seus filhos após uma certa idade), mas era tarde demais, pois sua irmã Meha já o tinha apelidado de Lump e todos na vila o chamavam assim. Meha também botou o nome de seu irmão caçula, Bump, que nascera no tempo certo e era grande, forte e robusto para um bebê. Lump tinha inveja de seu irmão mais novo, Bump, e quando tinha seis anos ele usou seus poderes de Troca-peles e entrou em um dos três cães de estimação da família, ou Cotó ou Fungada ou Resmungo, e assassinou seu próprio irmão de apenas dois anos. Quando o pai de Lump encontrou o cadáver de Bump com os cachorros farejando-o, não havia como saber qual deles havia o assassinado, então o Pai de Lump matou Fungada com dois golpes e Resmungo com quatro. Lump ficou curioso e entrou em Cotó para ver, mas quando chegou a vez de seu pai matar o último cão, Lump voltou para seu corpo imediatamente após sua morte aos berros de desespero e terror. Essa foi a primeira das nove vezes que Lump sentiu a morte através de suas habilidades. Foi então que sua família descobriu seus poderes de Troca-peles, assim como seu crime hediondo de fratricídio. Dois dias depois, seu pai o entregou aos cuidados de Haggon, um caçador solitário que tinha a habilidade de Troca-peles que vivia isolado em um cômodo feito de musgo, lama e troncos cortados ao redor de algumas vilas. Lump tem mágoa de sua mãe que chorou por Bump quando este morreu, mas não derramou uma lágrima quando o pai de Lump o levou a força até Haggon, dizendo que Lump deveria ficar com sua própria espécie. Haggon foi seu mestre e tutor como Troca-peles e assumiu como a figura paterna para Lump.[5] Haggon ensinou muitas coisas para Lump, especialmente sobre suas habilidades, mas sempre botava limitações para seu pupilo, dizendo que certas coisas eram “abominações” que o afastavam de sua própria humanidade. A pior de todas as “abominações” era tomar o corpo de outra pessoa. Lump sempre foi poderoso com suas habilidades e sempre foi muito mais curioso que sensato e frequentemente desobedecia Haggon. Temeroso de perder sua própria humanidade, seu mestre não se ligava a vários tipos de animas, como gatos (por serem cruéis e traiçoeiros), alces e veados (pois eram presas e se ficasse muito tempo como tal, um homem perderia sua coragem), ursos, javalis, texugos, doninhas… mas gostava de lobos e cachorros. Lump questionava seus métodos, visto que ele era um Troca-peles muito mais poderoso que Haggon e não temia suas habilidades como seu mestre fazia. [4]

Quando tinha dez anos, Lump mudou seu nome para Varamyr. Nessa época Haggon o levou em um encontro para conhecer outros iguais a eles. Lá ele conheceu Borroq, Orell, Briar, Grisella e outros, no entanto, nenhum deles foi tão forte quanto Varamyr, nem mesmo seu mestre Haggon. Nessa mesma idade, seu mestre Haggon o levou para conhecer Atalaialeste-do-Mar, onde ele negociava suas caças com os Irmãos de Patrulha da Noite e lá Varamyr começou a sonhar com o Sul, mas Haggon o avisa que o mundo para lá da Muralha não é para espécie deles, já que o Povo Livre teme os Troca-peles, mas também os honram, só que ao sul da Muralha, eles seriam caçados e mortos. Varamyr sonhava com os dias onde os bardos cantariam seus feitos e moças bonitas o beijariam. Também sonhava em se tornar Rei-Para-Lá-da-Muralha. [4]

Tirando a vez que Varamyr conhecera a morte através do corpo de seu cachorro Cotó, ele conheceu a morte outras vezes como quando foi morto por uma lança humana ou quando foi morto em uma briga com um urso ou quando morreu dando a luz a um filhote natimorto. Seu mestre dizia que quando conhecesse a morte verdadeira (quando seu corpo verdadeiro morresse), ele iria permanentemente para a pele de outro animal e conheceria sua segunda vida. Algumas semanas antes de sua morte, Haggon ensina para Varamyr que durante a segunda vida de um Troca-peles os homens vão se esquecendo de quem são e se tornam cada vez mais animal, a medida que passam seu tempo no seu novo corpo. Quando Haggon estava perto de sua morte, ele escolheu viver sua segunda vida como seu velho lobo Pelecinza. Mas em sua segunda vida Haggon foi assassinado aos prantos por Varamyr e privando de sua segunda pele, já que Varamyr tomou Pelecinza para si e, vestindo a pele do velho lobo, comeu o coração do cadáver de Haggon, em sinal de desrespeito por sua fraqueza e suas limitações. Nessa época ele se chamava Varamyr Três-Peles e o antigo lobo de seu mestre, Pelecinza, foi sua quarta pele, mas o velho lobo morreu da idade logo depois. [4]

Após a morte de Haggon, Varamyr tomou sua casa, assim como outros animais para si que o serviam, como um urso-das-neves que ele usava como montaria e um gato-das-sombras, além de seus 3 primeiros lobos Um-Olho, Perseguidor e Manhosa. Varamyr Seis-Peles se tornou um homem temido pelas outras pessoas. Uma dúzia de vilas o homenageavam com pão, sal e sidra, oferecendo-lhe frutas de seus pomares e vegetais de suas hortas, mas caçava sua própria carne. Quando ele desejava uma mulher, enviava seu gato-das-sombras para persegui-la e assim tomava qualquer mulher que quisesse, não importava quem, elas vinham para sua cama sem resistência, muitas vezes aos prantos, mas ele as tomava mesmo assim, cortando um tufo de cabelo delas como souvenir e algumas até engravidavam dele. As vezes algum irmão, pai ou amante vinha com uma lança na mão para matá-lo e salvar a mulher que Varamyr tomava e ele sempre os matava, mas nunca matava as mulheres. [4]

Em algum momento, Mance Rayder, o Rei-Para-Lá-da-Muralha, o convenceu de fazer parte de seu exército. [4]

Eventos Recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Tormenta de Espadas

Após a morte do Troca-peles Orell, Varamyr toma o controle da águia de Orell, que ainda tem um pouco da consciência de Orell dentro dela. Varamyr encontra Jon Snow no acampamento de Mance Rayder, e a parte de Orell dentro da águia ainda odeia o homem que o matou e Varamyr, por sua vez, também odeia Jon. [3] Ele também reconhece instantaneamente Jon como outro Warg no momento em que ele vê o Lobo Gigante Fantasma ao seu lado. [4] Basta olhar para Varamyr que Jon, ao mesmo tempo que os pelos do pescoço de Fantasma ficam eriçados ao ver o urso-das-neves e o gato-das-sombras de Varamyr. [1] Varamyr queria tirar Fantasma de Jon Snow, acreditando que uma segunda vida no Lobo Gigante teria sido digno de um rei, mas Mance Rayder o recusou. [4]

Varamyr usa a águia de Orell para explorar Castelo Negro. Ele nota a chegada de Stannis Baratheon à Muralha graças à águia, [3] mas Melisandre queima a águia com sua magia, fazendo com que Varamyr fique louco e perca o controle de todos os seus animais, conhecendo sua nona morte através de sua habilidade de Troca-peles, morte que o próprio Varamyr diz que foi a mais terrível que ele experimentou.[4] Os animais criam um alvoroço pelo acampamento e fogem. [3][6]

A Dança dos Dragões

Após a derrota dos selvagens na Batalha do Castelo Negro, Varamyr perdeu todas as suas posses em sua loucura de experimentar a morte da águia; Ele também perdeu o controle de seu urso-das-neves e o seu gato-das-sombras, mas seus lobos permanecem leais a ele. Varamyr foge junto com um grupo pequeno, escondendo sua identidade real deles e se chamando Haggon, como seu antigo mestre. Um a um, eles fogem do lugar onde eles tinham acampado, até que apenas Cynara permaneça com ele. Varamyr é esfaqueado por um menino quando ele tenta tirar um manto de pele de esquilo do cadáver de sua mãe e, enquanto Cynara trata sua ferida, ele sabe que está morrendo. Ele considera usar suas habilidades de Troca-peles em outro ser humano, assumindo seu corpo, mas ele não tem certeza se tinha força suficiente para isso. Quando Cynara vem avisá-lo de que um exército de Outros e Criaturas está se aproximando, Varamyr tenta assumir o seu corpo dela. No entanto, ela reage loucamente, gritando, arrancando os olhos e mordendo a língua, expulsando-o de sua mente. O corpo de Varamyr morre, mas sua mente continua em seu lobo Um-Olho, onde ele vive sua segunda vida. De longe, ele vê que Cynara tornou-se uma criatura. [4]

Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).

Referências e notas

Notas