Saque de Winterfell

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Saque de Winterfell
T Jedruszek sack of Winterfell.jpg
Imagem por Tomasz Jedruszek. © Fantasy Flight Games.
Conflito Guerra dos Cinco Reis
Data Outono de 299 d.C.
Local Winterfell
Resultado Vitória dos Boltons
Beligerantes
Casa Greyjoy Casa Bolton
Comandantes
Theon Greyjoy Ramsay Snow
Forças
18 homens de ferro Entre 570 e 580 combatentes
Baixas
Todos os homens de ferro mortos, exceto Theon Greyjoy (capturado) e Wex Pyke (escondido)
Homens civis dentro de Winterfell massacrados
Mulheres e crianças civis sequestrados levados como cativos pelos Boltons
Mínimas[1]

O Saque de Winterfell ocorreu quando homens da Casa Bolton entraram no castelo e o saquearam e queimaram após a batalha na região.[2]

Tudo começou após os homens de ferro, liderados por Theon Greyjoy, tomarem Winterfell no contexto da Guerra dos Cinco Reis. Theon tinha pouquíssimos homens sob seu comando e quando os nortenhos reagiram e cercaram o castelo, a sua situação ficou precária.[3]

Tropas nortenhas, sob comando de Rodrik Cassel, cercam Winterfell e se preparam para atacar. Os homens que Asha Greyjoy havia trazido para o irmão Theon o abandonam e o meistre Luwin pede para que Theon reconsidere sua posição e se renda. O Greyjoy tinha ficado com apenas 17 homens, incluindo seu escudeiro Wex Pyke. Entre os homens de ferro que haviam ficado para trás com ele estavam Lorren, Rolfe Vermelho, Kromm, Werlag, Tymor e seus dois irmãos, Ulf o Doente, Harrag Sharp, quatro Harlaws (incluindo provavelmente Dykk e Gevin Harlaw), dois Botleys e Kenned.[2]

Soldados da Casa Bolton, juramentados da Casa Stark, chegam supostamente para reforçar as linhas nortenhas, mas eles traem sor Rodrik Cassel e pegam de surpresa os homens Stark que cercavam Winterfell, dispersando seu exército.

Com o exército nortenho dispensado pelos homens do Forte do Pavor, o líder do grupo chega as portas de Winterfell e oferece a Theon os corpos de Rodrik Cassel, Cley Cerwyn e Leobald Tallhart. Theon abre os portões e deixa os homens Bolton entrarem, pensando que eles eram amigos. O líder do grupo era na verdade Ramsay Snow, filho bastardo do lorde Roose Bolton. Ele nocauteia Theon e manda seus soldados chacinarem os homens de ferro. Logo depois, os homens do bastardo saqueiam Winterfell e queimam o castelo.[2]

Escapando o conhecimento de Theon e Ramsay, Bran e Rickon Stark, junto com Meera e Jojen Reed, Hodor e Osha se escondiam nas criptas de Winterfell. Quando eles deixaram seus esconderijos, testemunharam dezenas de cadáveres de pessoas e corpos de animais mutilados. A fortaleza de Winterfell estava destroçada, com torres destruídas e salões queimados. Os estábulos e armazéns também queimavam. O meistre Luwin jazia moribundo e Osha aliviou sua dor dando-lhe uma morte rápida.[4]

Pouco tempo depois do saque, Lothar Frey informa ao rei Robb Stark que os homens das Ilhas de Ferro haviam sido os responsáveis pela destruição de Winterfell. Segundo o Lorde Bolton, seu bastardo Ramsay havia capturado Theon e levado ele e os sobreviventes civis de Winterfell até o Forte do Pavor.[5]

Pouco antes de partir do Norte, Asha Greyjoy visita Winterfell e testemunha a destruição da região e os incontáveis cadáveres.[6]Wex Pyke, escudeiro de Theon, sobrevive ao massacre e se esconde no Bosque Sagrado. Ele depois compartilha a verdade dos acontecimentos com o lorde Wyman Manderly, afirmando que foi Ramsay e não os homens de ferro que passou a tocha no castelo e massacrou boa parte da população.[7]

Quando os homens da Casa Bolton voltam para ocupar Winterfell e assumir sua nova posição como Guardiões do Norte em nome do Trono de Ferro, se inicia o processo de reconstrução e reparos no castelo.[8][9]

A destruição de Winterfell, conforme visto na série da HBO.

Referências

Ver também