Rhaenyra Targaryen

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Targaryen.png
Rhaenyra Targaryen
Targaryen.png
Rhaenyra Targaryen Amoka.jpg
Rhaenyra Targaryen, por Amoka©
Apelido(s) O Deleite do Reino
A Meretriz de Pedra do Dragão
Rei Maegor Com Tetas
Tetas de Maegor
Rainha de Meio Ano
Título Rainha dos Sete Reinos (auto-proclamada)
Lealdade Casa Targaryen
Cultura Valíria
Esposa(o) 1° Sor Laenor Velaryon
Daemon Targaryen
Nascimento Em 97 d.C.
Morte Em 131 d.C., em Pedra do Dragão
Livro(s) The Princess and the Queen
Mencionada
Mencionada
Mencionada

Rhaenyra Targaryen era a filha mais velha do Rei Viserys I. Ela disputou o Trono de Ferro com seu meio-irmão mais novo, Aegon II, numa guerra civil que ficou conhecida como Dança dos Dragões. Foi casada duas vezes e mãe de cinco filhos, entres os quais Aegon e Viserys, sendo que ambos se tornaram reis após sua morte.

Aparência e personalidade

Mimada desde cedo, Rhaenyra era uma garota rechonchuda e se tornou uma mulher corpulenta, com cintura grossa e busto avantajado. Era orgulhosa e teimosa, e notava-se petulância em sua boca. Uma típica Targaryen, tinha cabelos loiro-platinados, normalmente presos numa longa trança, como sua antepassada, a Rainha Visenya, embora Rhaenyra não fosse guerreira. Sempre se vestia ricamente, favorecendo veludos roxos e marrons e rendas de Myr douradas em intrincados padrões. Seus corpetes brilhavam com pérolas e diamantes e sempre havia anéis em seus dedos. Quando estava ansiosa, ela tinha mania de rodar os anéis nos dedos.

Embora Rhaenyra soubesse ser encantadora, ela era rápida em sua fúria e nunca se esquecia de uma afronta. Durante a Dança dos Dragões, usava a coroa de seu pai.

Biografia

Juventude

Rhaenyra foi a única criança sobrevivente do Rei Viserys I com sua primeira mulher, uma senhora da Casa Arryn. Ela cresceu sendo preparada para se tornar a primeira rainha reinante dos Sete Reinos.

Quando o segundo de seus irmãos morreu logo após nascer, o próprio Viserys I começou a treinar Rhaenyra para que ela se tornasse sua herdeira, colocando-a em seu lado na Corte e nas reuniões de conselho. Muitos nobres perceberam isso, de modo que a princesa foi cercada de admiradores e apoiadores que buscavam seus favores em troca de seu apoio.

A morte de sua mãe e o segundo casamento de seu pai, dessa vez com Alicent Hightower, não preocupou Rhaenyra, mas quando a nova rainha teve quatro filhos (Aegon, Aemond, Daeron) e uma filha (Helaena) numa rápida sequência, as sementes para a Dança dos Dragões foram plantadas.

Rhaenyra se casou com Sor Laenor Velaryon, o filho de Lorde Corlys Velaryon e da Princesa Rhaenys Targaryen. Eles tiveram três filhos juntos: Jacaerys, ou "Jace", Lucerys, ou "Luke" e Joffrey. Todos já eram adultos e tinham seus próprios dragões quando o pai de Rhaenyra, Viserys I, morreu. Os boatos diziam, contudo, que os filhos de Rhaenyra eram, na verdade, de seu amado Sor Harwin Strong.

Os outros filhos de Rhaenyra, o futuro Aegon II e Viserys II foram frutos de seu segundo casamento, dessa vez com seu tio, o Príncipe Daemon Targaryen, tido como o guerreiro mais experiente de seu tempo.

A vontade de Viserys I de que sua filha o sucedesse foi confirmada em seu testamento.

Em 111 d.C., um grande torneio ocorreu em Porto Real para comemorar o quinto aniversário de casamento do Rei Viserys I com a Rainha Alicent. No banquete de abertura, a rainha vestiu-se de verde, enquanto que a Princesa Rhaenyra trajava dramaticamente o vermelho e o negro da Casa Targaryen. Isso foi notado, de modo que passaram a ser chamados de Verdes e Negros os apoiadores da Rainha e os da Princesa, respectivamente. No torneio em si, os Negros se saíram melhor do que os Verdes, sendo que Sor Criston Cole, com o favor da Princesa Rhaenyra, derrubou todos os campeões da Rainha Alicent, incluindo dois de seus primos e seu irmão mais jovem, Sor Gwayne Hightower.

Rhaenyra deu à luz a uma criança deformada, Visenya, próximo da data da morte de Viserys.

Dança dos Dragões

Veja também: Dança dos Dragões

Após a morte de seu pai, o Rei Viserys I, estava estabelecido que a Princesa Rhaenyra herdaria o Trono de Ferro. No entanto, Sor Criston Cole, Comandante da Guarda Real e possivelmente um amante da Rainha Rhaenyra, desafiou a vontade do rei e coroou seu meio-irmão, Aegon II, filho de Alicent e dez anos mais novo do que a princesa. Isso fez vir à tona a primeira guerra de sucessão da Casa Targaryen, chamada de Dança dos Dragões, já que ambos os lados possuíam seus dragões e Targaryen para montá-los. O dragão de Rhaenyra era Syrax.

Rhaenyra tomou a capital e o Trono de Ferro por um breve período. Pessoas da corte testemunharam que o Trono lhe causou feridas nas mãos e nas pernas. O sangue derramado parecia ser um sinal de rejeição, tanto que seus dias como governante foram curtos. Seu governo foi marcado por vingança e perseguição, de modo que os plebeus se voltaram contra ela. Tornou-se tão cruel e vingativa que passou a ser chamada de "Rei Maegor com Tetas". Sua paranoia cresceu tanto que ela declarou Addam Velaryon, Corlys Velaryon e Nettles como traidores.

O povo de Porto Real se ergueu contra ela, iniciando uma revolta que tomou a maior parte da cidade. Nesse cenário, uma multidão foi incitada por um profeta louco e atacou o Poço dos Dragões, matando os três dragões que estavam presos ali. Joffrey, tentando salvá-los, também morreu. O dragão de Rhaenyra lutou contra a multidão e foi outra vítima. Tal episódio ficou conhecido como o Assalto ao Poço dos Dragões.

Após o Assalto, Rhaenyra deixou Porto Real. Amedrontada e desesperada, passou pálida e abatida por Rosby, Stokeworth e Valdocaso. Quando chegou em Pedra do Dragão, Rhaenyra foi traída por Sor Alfred Broome, e o que restava de sua Guarda Real foi morta. Seu meio irmão, Aegon II, tomara o controle da ilha em segredo e decretou a morte da meia-irmã, dando-a de comer ao seu dragão moribundo, Sunfyre. O Rei Aegon II decretou que Rhaenyra não devia ser lembrada como rainha, mas apenas como princesa. As únicas rainhas do período seriam sua mãe, Alicent, e sua irmã e esposa, Helaena.

Os três filhos de Rhaenyra com Velaryon (ou com seu amante Strong) morreram lutando na Dança dos Dragões, mas seus dois filhos com Daemon sobreviveram. A guerra terminou após o breve reinado de Aegon que seguiu à morte de Rhaenyra. Sem descendentes homens, ele foi sucedido pelo sobrinho Aegon III, o filho mais velho de Rhaenyra com Daemon e o mesmo que presenciara a mãe ser devorada por Sunfyre. Viserys II também reinou por um curto período de tempo após servir como Mão dos netos de Rhaenyra, Daeron I e Baelor I.

Eventos Recentes

A Tormenta de Espadas

Stannis Baratheon citou Rhaenyra a Davos Seaworth como exemplo de alguém que tentara usurpar o Trono de Ferro e morrera por traição.

Citações

Daemon Blackfyre, os irmãos Toyne, o Rei Abutre, o Grande Meistre Hareth... traidores sempre pagaram com a vida... até Rhaenyra Targaryen. Era filha de um rei e mãe de mais dois, e no entanto teve uma morte de traidora por tentar usurpar a coroa do irmão.
— Stannis Baratheon para Davos Seaworth.


Aegon: Irmã!

Rhaenyra: Querido irmão. Tinha esperanças de que estivesse morto.
Aegon: Depois de você. É a mais velha.
Rhaenyra: Estou satisfeita de que se lembre disso.

— Rhaenyra Targaryen e Aegon II Targaryen em seu diálogo final.


Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jaehaerys I}
 
{Alysanne}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Aemma
Arryn}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Viserys I}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Alicent
Hightower}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filhos
natimortos
 
{Baelon}
 
{Rhaenyra}
 
{Aegon II}
 
{Helaena}
 
{Aemond}
 
{Daeron}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Daenaera
Velaryon}
 
{Aegon III}
 
{Jaehaera} (filha
de Aegon II)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Viserys II}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Daeron I}
 
{Rhaena}
 
{Elaena}
 
{Baelor I}
 
{Daena}
 
{Aegon IV}
 
{Naerys}
 
{Aemon}
 
 
 

Influências no mundo real

A história de Rhaenyra em muito se assemelha com a da Imperatriz Maude da Inglaterra. Assim como Rhaenyra, Maude foi declarada herdeira do pai, o Rei Henry I, após a morte de seu irmão, William Adelin. Henry I obrigou seus barões a jurarem fidelidade à Maude, mas após sua morte, devido à influência da Igreja e daqueles que não queriam ser governados por uma mulher, foi coroado o sobrinho do rei, Stephan da Casa de Blois.

Maude entrou em guerra com o primo, e chegou a capturá-lo e tomar Londres por um breve período. Assim como Rhaenyra, ela também foi obrigada a fugir da capital devido a multidões hostis. Em Oxford, ela teve de fugir de Stephan e só não foi apanhada porque, segundo a lenda, fugiu sozinha atravessando os campos cobertos de neve.

Assim como a Dança dos Dragões, a chamada Anarquia terminou com a ascensão ao trono do filho daquela que seria a verdadeira herdeira. Henry II, filho de Maude com o Conde de Anjou, entrou na Inglaterra e, através de um tratado, foi coroado após a morte de Stephen.


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Rhaenyra Targaryen. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.