Perdição de Valíria

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Cataclisma destrói a cidade de Valíria.

A Perdição de Valíria (ou a Perdição)[1][2] é o nome dado ao cataclismo que causou o colapso da Cidade Franca de Valíria. Ocorreu aproximadamente 114 anos antes da Guerra da Conquista dos Targaryen em Westeros. Um século de sangue e caos seguiu a Perdição de Valíria.[3]

Descrição

O cataclisma destruiu a cidade de Valíria, fragmentando a península valiriana em diversas pequenas ilhas, criando o Mar Fumegante entre elas. A área é agora descrita como "assombrada por demônios". A maioria das pessoas teme ir lá, dizendo que "A Perdição ainda ronda Valíria". Poucos sobreviveram ao viajar até as ruínas, e até mesmo os marinheiros mais bravos temem se aproximar dali.

Muitos dos segredos de Valíria se perderam, incluindo o método de confecção do aço valiriano.

O Dia da Perdição

Não se sabe a natureza do ocorrido, mas suspeita-se de que a causa foi uma intensa atividade nas Quatorze Chamas. Diz-se que, no dia da Perdição, todos os montes ao longo de quinhentas milhas tinham se despedaçado para encher o ar com cinzas, fumo e fogo, incêndios tão quentes e famintos que mesmo os dragões no céu foram envolvidos e consumidos. Grandes rasgos tinham-se aberto na terra, engolindo palácios, templos, cidades inteiras. Lagos ferveram e transformaram-se em ácido, montanhas arrebentaram, fontes de fogo cuspiram rocha fundida até uma altura de trezentos metros, de nuvens vermelhas choveu vidro de dragão e o sangue negro dos demônios, e ao norte o terreno fraturou-se, ruiu e caiu para dentro de si próprio, e um mar furioso jorrou para onde ele esteve. A mais orgulhosa cidade do mundo inteiro desapareceu num instante, o seu fabuloso império evaporou-se num dia. As Terras do Longo Verão foram queimadas, afogadas e arrasadas.[4][3]

É dito que uma muralha de água de trezentos metros de altura atingiu Velos, afogando centenas de milhares de homens, mulheres e crianças. O antigo porto escravagista ghiscari de Ghozai teve o mesmo destino.

Consequências

Após a perdição e a destruição da península valiriana, o Império de Valíria entrou em colapso e boa parte de Essos foi jogado ao caos e a anarquia. O período subsequente ficou conhecido como "o Século de Sangue". A cidade de Volantis se declarou a herdeira de Valíria e tentaram, sem sucesso, construir um império a partir das cinzas da glória dos antigos valirianos, entrando em guerra com frequência contra as Cidades Livres.[5] Os Dothrakis se aproveitaram da situação e lançaram grandes incursões militares na região central de Essos eventualmente até no oeste do continente, no chamado Mar Dothraki.[6] As cidades da Baía dos Escravos (Astapor, Yunkai e Meereen) reconquistaram sua independência e voltaram a prosperar.[7]

Referências


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Doom of Valyria. A lista de autores pode ser vista em histórico da página.