Casa Martell

De Game Of Thrones BR wiki
(Redirecionado de Martell)
Ir para: navegação, pesquisa
Casa Nymeros Martell de Lançassolar
Martell de Lançassolar.png
Brasão um sol, atravessado por uma lança, em campo laranja
Lema Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados
Sede Lançassolar
Lorde Atual Príncipe Doran Martell
Região Dorne
Título Senhor de Lançassolar
Príncipe de Dorne
Herdeiro Arianne Martell
Suserano Casa Baratheon de Porto Real
Fundador Morgan Martell o fundador ancestral da Casa Martell em Westeros; Mors Martell & Nymeria dos Roinares que fundaram a Casa Nymeros Martell.
Fundação Há cerca de mil anos

Casa Nymeros Martell de Lançassolar é uma das Grandes Casas de Westeros e a governante de Dorne. 'Nymeros' indica "da linhagem de Nymeria," mas geralmente é chamada de Casa Martell. Os antigos Martell utilizavam uma lança como seu emblema, enquanto Nymeria e os Roinares utilizavam um sol. Eles foram combinados quando Nymeria desposou o Rei Mors Martell em uma lança dourada perfurando um sol vermelho em um campo laranja. Suas palavras são, "Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados". [1] Apresentam a aparência clássica dos dorneses, com olhos e cabelos escuros, e uma pele de tom de oliva.

História

Plano de Fundo

A fundação da Casa Martell é desconhecida, exceto que eles eram uma das famílias dominantes de Dorne que, desde a Invasão Ândala, possuíam uma coleção de pequenos feudos enquanto as outras regiões de Westeros começavam a consolidação de grandes reinos. O primeiro Senhor Martell teria sido Lorde Morgan. Séculos mais tarde, uma rainha guerreira dos Roinares de Essos, Nymeria, veio com seu povo para Westeros. Ela tomou um dos mais poderosos Dorneses como seu marido: Mors Martell. Com seu poder combinado, os dois uniram Dorne sob seu comando; a Casa Nymeros Martell tem reinado absoluta desde então.

A união dos dois povos fez com que os Martell abandonassem muitos de seus velhos costumes Ândalos em favor dos Roinares. Especificamente, começaram a nomear seus governantes "Príncipes" ao invés de Reis, e suas terras e títulos eram herdados pelo filho ou filha mais velho, independente do sexo.

Quando Aegon, o Conquistador iniciou a Guerra da Conquista, ele eventualmente veio para Dorne. Seus exércitos foram exauridos pelo deserto, situação na qual seus dragões foram de pouco uso. Decidindo que a conquista de Dorne seria muito custosa, o Conquistador optou por deixar os Martell como príncipes soberanos. A Casa Martell se manteve independente dos Targaryen por dois séculos, a única casa dos Sete Reinos a realizar tal feito. Após sucessivas tentativas de conquista sobre o reinado de Daeron I, Dorne eventualmente juntou-se ao reino através do casamento entre as duas casas. A aliança foi composta de duas vias, com o futuro Rei Daeron II casando-se com a Princesa Myriah Martell e o Príncipe Maron Martell desposando a irmã de Daeron, Daenerys. [2][3]

Durante o reinado de Daeron II, a Fortaleza Vermelha assumiu um sabor decididamente Dornes devido à influencia de sua esposa Martell. Esta foi uma das razões para que muitos nobres optassem a levantar-se contra seu governo. Os Martell então defenderam sua nova aliança com os Targaryen e os ajudaram a derrotar Daemon Blackfyre. Após sua vitória, Maron e Daenerys cumpriram seu noivado, trazendo Dorne formalmente para os Sete Reinos. Desde então, os Martell tem governado Dorne em nome do Rei no Trono de Ferro, enquanto mantêm o título de Príncipe.

Antes da Guerra dos Tronos

Soldados Martell.

Príncipe Doran é o governante de Dorne, um homem pensativo, que tem uma terrível síndrome de gota. Ele é nove anos mais velho que Elia e dez anos mais velho que Oberyn. Dois outros irmãos mais novos morreram na infância, Mors e Olyvar.

Oberyn é um homem agressivo, pai de muitas filhas bastardas, chamadas de Serpentes da Areia. Tem alimentado um ódio profundo dos Lannister desde a juventude, embora, Oberyn conta a Tyrion que suas mães foram amigas na corte quando garotas. Quando Oberyn e Elia estavam com 15 e 16 anos, eles viajaram juntos de Dorne até Rochedo Casterly, conhecendo potenciais pretendentes e alianças de casamento, culminando em uma visita a Joanna Lannister para satisfazer a vontade da mãe de que seus filhos se casem. Quando chegaram, porém, Joanna faleceu dando a luz à Tyrion e Lorde Tywin trata-os desprezadamente, ignorando-os por semanas antes de oferecer a Elia o bebê anão Tyrion, ainda pequeno. Fica então obscuro se Lorde Tywin relata que Cersei está prometida à Rhaegar, ou se acontece a única coisa que poderia deixá-lo mais bravo, mas em uma outra aliança matrimonial Martell-Targaryen, a Princesa Elia Martell se casa com Rhaegar Targaryen, Príncipe de Pedra do Dragão, uma afronta à Tywin, que esperava casar Cersei com Rhaegar.

Dar à luz é difícil para Elia, suas duas primeiras crianças deixam-na muito fraca. Quando Rhaegar vence o Torneio de Harrenhal, ele nomeia Lyanna Stark Rainha do Amor e da Beleza, e não Elia. Um ano depois ele rapta Lyanna, dando início à Rebelião de Robert. Os Martell estavam descontentes com a traição de Rhaegar com Elia, no entanto, eles apoiaram a tentativa de Aerys II de manter-se no trono, proporcionando um quarto das tropas reais na Batalha do Tridente, desde que o Rei Louco abrigasse Elia e suas crianças na Fortaleza Vermelha. Os Martell perderam muitos soldados na guerra, incluindo o Príncipe Lewyn Martell da Guarda Real. Quando a capital do reino caiu, a Princesa Elia e seus filhos são brutalmente assassinados durante o Saque de Porto Real por dois soldados Lannister, Gregor Clegane e Amory Lorch. Príncipe Oberyn Martell tramou então para continuar a guerra no nome de Rei Viserys III, mas o Príncipe Doran e a diplomacia de Jon Arryn preveniu mais um conflito. Embora a Casa Martell jure fidelidade ao Rei Robert Baratheon após a guerra, eles abrigaram a raiva e ressentimento contra os Lannister desde então (agora ainda maior devido ao reinado de Cersei) e adotaram uma política preferencialmente isolacionista desde então, não se misturando às outras grandes casas a menos que seja absolutamente necessário, preferindo lidar com as Cidades Livres.

Eventos Recentes

No início da Guerra dos Cinco Reis, a Casa Martell permaneceu neutra ao conflito. De má vontade, se aliaram com os Lannister quando Tyrion, agindo como a Mão do Rei, no lugar de seu pai, prometeu a mão da Princesa Myrcella Baratheon ao Príncipe Trystane Martell, um assento dornês no pequeno conselho, alguns castelos nas Marcas de Dorne, e a cabeça de Sor Gregor Clegane, responsável pelo estupro e assassinato da irmã do Príncipe Doran, Princesa Elia. O Príncipe Oberyn vai à Porto Real para reclamar o assento de Doran no conselho e para exigir a cabeça de Sor Gregor, quando se torna claro que Lorde Tywin Lannister, agora Mão do Rei, pretendia renunciar a promessa de Tyrion. Quando Cersei acusa Tyrion pelo envenenamento de Joffrey, Oberyn ve uma chance de matar Clegane, sendo Campeão de Tyrion em seu Julgamento por Batalha quando Cersei nomeia Sor Gregor como seu campeão. No julgamento contra Clegane, Oberyn provoca Gregor, repetindo os nomes de seus familiares que morreram em suas mãos. Ele fere Clegane com sua lança envenenada, mas é morto por ele no processo.

Enquanto isso, a Princesa Arianne Martell, convencida de que seu pai, Príncipe Doran não era um homem de ação, e que pretendia elevar seu irmão mais novo à governante de Dorn, arma um plano para coroar a Princesa Myrcella como Rainha de Westeros. O plano falhou, devido a um traidor em sua conspiração. Myrcella é desfigurada no processo. Doran então confessa que esperava que Quentyn pudesse governar Dorne enquanto Arianne se tornaria Rainha, já que ela fora secretamente prometida para o agora morto Viserys Targaryen em um esforço para enfraquecer os responsáveis pela morte de Elia. Seu novo plano é mandar seu irmão Príncipe Quentyn atravessar o Mar Estreito para encontrar a irmã de Viserys, Daenerys e casar-se com ela. Doran revela que Cersei havia tramado com Balon para assassiná-lo e culpar o Duende, enquanto estivesse a caminho de Porto Real com Trystane e Myrcella.

Enquanto isso os Martell tem que lidar com problemas em casa e na capital. Doran convence Arianne a trabalhar com ele, eles pedem ajuda às filhas bastardas de Oberyn: Obara Sand guiará o Guarda Real Sor Balon Swann em sua caça à Gerold Dayne, que fazia parte da conspiração de Arianne para coroar Myrcella. Nymeria Sand tomará o assento Dornês no pequeno conselho, enquanto Tyene Sand a seguirá até Porto Real disfarçada de septã, com a esperança de fazer amizade com o Alto Septão. Parece provável que Sarella está em Vilavelha, disfarçada de garoto, treinando para se tornar um meistre da cidadela.

Membro

Genealogia da Casa

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Princesa de Dorne
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lewyn
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Doran
 
Mellario de Norvos
 
{Mors}
 
{Rhaegar Targaryen}
 
{Elia}
 
{Olyvar}
 
Várias mulheres
 
{Oberyn}
 
Ellaria Sand
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ArianneQuentynTrystane
 
{Rhaenys Targaryen}Aegon Targaryen
 
Obara SandNymeria SandTyene SandSarella Sand
 
Elia SandObella SandDorea SandLoreza Sand
 


A Casa Martell no final do terceiro século

Com relação desconhecida com o ramo principal da casa, há também:

  • Sor Manfrey Martell, castelão de Lançassolar. Ele é primo de Doran Martell.[4]; não é esclarecido de qual grau.

Membros Históricos

Pessoal da Casa

Casas juramentadas à Casa Martell

Casa Yronwood é considerada a mais poderosa das casas menores juramentadas à Casa Martell. Ao Lorde é atribuído o título de Protetor do Caminho de Pedra.


Referências

  1. A Fúria dos Reis, Apêndice.
  2. A Guerra dos Tronos, Apêndice.
  3. Targaryen History (20 de Abril de 2008) , So Spake Martin
  4. O Festim dos Corvos, Capítulo 13, O Cavaleiro Maculado.