Joffrey Baratheon

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Baratheon de Porto Real.png
Joffrey Baratheon
Baratheon de Porto Real.png
Joffrey Baratheon Amoka.jpg
Joffrey Baratheon, por Amoka ©
Informações biográficas
Reinado 298 d.C. a 300 d.C.
Nome completo Joffrey Baratheon, das Casas Baratheon e Lannister, Primeiro de seu Nome
Outros títulos Rei dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens
Senhor dos Sete Reinos
Protetor do Território
Nascimento 286 d.C.
Morte 300 d.C., em Fortaleza Vermelha, Porto Real.
Família
Casa Real Casa Baratheon de Porto Real
Predecessor Robert I
Herdeiro Tommen I
Sucessor Tommen I
Rainha Margaery Tyrell
Pai Robert Baratheon (supostamente)
Jaime Lannister (verdadeiro pai)
Mãe Cersei Lannister

CBaratheon de Porto Real.png
Aparece
Aparece
Aparece
Mencionado
Mencionado

GoT Logo.jpg
Interpretado(a) por Jack Gleeson
Game of Thrones 1º Temporada | 2º Temporada | 3º Temporada | 4º Temporada

Joffrey Baratheon é o filho mais velho e herdeiro do Rei Robert I e da Rainha Cersei Lannister. Seu verdadeiro pai, porém, é Jaime Lannister, irmão da Rainha.

Ele tem doze anos no início dos livros, e posteriormente torna-se o segundo Rei Baratheon a sentar-se no Trono de Ferro. Na série de televisão, foi interpretado pelo ator Jack Gleeson.

Tabela de conteúdo

Aparência e personalidade

Joffrey era de gênio muito forte quando criança e possuía um temperamento incontrolável - não diferente de sua mãe - além de impulsos sádicos. Tem pouco senso de certo e/ou errado, o que sempre o deixa em problemas, especialmente quando perde a calma e as coisas dão errado, sempre culpa outros por seus erros. Apesar de seu gênio forte, é muito displicente, cruel e não muito inteligente - características que, combinadas, o tornam pendente a julgamentos ruins e irracionais. Joffrey possui os traços Lannister de seus pais, alto para sua idade, com cabelos loiros encaracolados, e é bonito. Possui olhos verde-claros, lábios cheios e um olhar de desdém. Usa sempre as mais finas vestes e acessórios, como é esperado do herdeiro real, e do Rei.

Jack Gleeson como Joffrey Baratheon na Série de TV

História

Joffrey nasceu do incesto entre a Rainha Cersei e seu irmão Sor Jaime. A verdade do seu nascimento, entretanto, foi mantida em segredo, inclusive do Rei Robert, e foi apresentado ao mundo como filho legítimo deste, e herdeiro ao Trono de Ferro. Cresceu como uma mimada e indulgente criança, com impulsos cruéis. Robert nunca questionou a paternidade do garoto, porém é claramente apontado nos livros que o Rei sentia-se decepcionado com o 'filho', e guardava pouca afeição para com Joffrey. Em contraste, é sugerido nos livros que Joffrey desejava muito o respeito e aprovação de Robert, e muitos de seus atos foram realizados num esforço para tentar atender às expectativas de seu 'pai'. Numa ocasião, ao saber que uma gata estava prenha, Joffrey matou o animal a cortou sua barriga para ver os gatinhos dentro. Ele mostrou um dos fetos mortos a seu pai. Robert ficou tão chocado e bravo que bateu tão forte no garoto, arrancando-lhe dois dentes-de-leite. É também apontado nos livros que Joffrey maltratava seu irmão Tommen.

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Joffrey, juntamente com o resto da família real, viaja a Winterfell após a morte de Jon Arryn. Lá, começa a cortejar a bela Sansa Stark, filha de Lorde Stark, a quem é prometido em casamento. No pátio do castelo, pratica combate com Robb Stark, a quem insulta.

Segundo as conclusões de Tyrion e Jaime Lannister, Joffrey contrata um plebeu para assassinar Bran Stark, que se encontrava gravemente ferido e em estado de coma, após escutar Robert bêbado dizendo que o garoto deveria ser morto por misericórdia. A tentativa falha, e posteriormente Tyrion é acusado deste crime, o que alimentou a inimizade entre as Casas Stark e Lannister.

No caminho de Winterfell para Porto Real, Joffrey passa um dia cavalgando com Sansa, que fica muito feliz, enquanto ele toma vinho de verão. Eles encontram Arya Stark e seu amigo Mycah, o filho do açougueiro, praticando luta de espadas. Joffrey estava bêbado e comanda o garoto a lutar com ele; Mycah não aceita o desafio do príncipe, e Joffrey o cutuca com sua espada, ignorando pedidos para deixar o garoto em paz. Então, Arya bate em Joffrey com o pedaço de pau que estavam usando para praticar, permitindo a Mycah escapar. Enfurecido, Joffrey bate em Arya, e é ferido quando Nymeria a protege. Arya aproveita o momento para jogar Dente de Leão, a espada de Joffrey, no Tridente. Joffrey depois afirma perante a corte de Robert, reunida no castelo de Darry, que havia sido atacado por Mycah e por Nymeria. Este fato resulta na morte do garoto pelas mãos de Sandor Clegane, e do lobo de Sansa, Lady, por pedido da Rainha; Eddard, porém, exige que ele mesmo execute o animal. O acontecimento também causa Arya a alimentar profundo ódio por Joffrey. Seu tio, Renly Baratheon, riu abertamente de Joffrey por ter apanhado de uma garota mais nova que ele.

Atuando como a nova Mão do Rei, Eddard Stark descobre que Joffrey e seus irmãos são, em verdade, frutos de incesto entre Cersei e Jaime. A Rainha protege o segredo de sues filhos arquitetando a morte do Rei. Após a morte de seu pai, Joffrey convoca o pequeno conselho e comanda que organizem os preparativos de sua coroação. Quando Ned apresenta o testamento de Robert, declarando-o Regente e Protetor do Reino, assim como a seu legítimo filho herdeiro ao Trono de Ferro, Cersei rasga o documento e aconselha Ned a jurar fidelidade ao novo Rei. Ned, por sua vez, revela que Joffrey não pode legitimamente reivindicar o Trono, e é fruto de incesto, mas é rapidamente preso por traição.

Após tomar o Trono de Ferro como herdeiro de Robert, Joffrey inicia sua primeira sessão na corte apontando seu avô materno, Tywin Lannister como Mão do Rei, indicando sua mãe pequeno conselho, dispensando, contra todas as tradições, o lendário cavaleiro Sor Barristan Selmy da Guarda Real, e indicando seu tio Jaime Lannister para seu posto de Senhor Comandante. Quando Sor Barristan deixa a sala do Trono em tremendo desgosto e raiva, afirma que Stannis Baratheon tomará muito facilmente o poder de Joffrey, que ordena a prisão e questionamento do cavaleiro, porém ele escapa. Quando Sansa se ajoelha e implora que Joffrey poupe a vida de seu pai, pedindo que faça isso por seu amor a ela, Joffrey promete que será misericordioso, mas somente após Eddard confessar seus crimes e declarar que Joffrey Baratheon é o legítimo e verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro. Quando, porém, Lorde Stark é levado a julgamento, revela-se que a misericórdia de Joffrey é, na realidade, sua rápida execução aos pés do Grande Septo de Baelor, perante os olhos desesperados de Sansa, incrédulos de Cersei, Varys, Mindinho, Grande Meistre Pycelle e Alto Septão, e exaltados da população de Porto Real ali reunida. Este bruto ato foi em direção contrária ao desejo de sua família de minimizar o derramamento de sangue e restaurar a paz no reino, e levou a intensificação da Guerra dos Cinco Reis, quando Robb Stark é declarado Rei do Norte, jurando matar Joffrey em retaliação, afundando Westeros em uma violenta guerra civil.

Joffrey continua a maltratar e abusar de Sansa, punindo-a por cada uma das vitórias de seu irmão, o Rei do Norte. Ao forçá-la a encarar a cabeça decapitada de seu pai sobre as muralhas da Fortaleza Vermelha foi o começo de diversas torturas que Joffrey ordena sua Guarda Real a impetrar sobre sua prometida. Ele ameaça Sansa de um dia forçá-la a encarar a cabeça de Robb, quando ele derrotá-lo num combate individual.

A Fúria dos Reis

Joffrey reina com sadismo, tornando-se difícil até para sua mãe o controlar. Sansa torna-se aprisionada aos impulsos do Rei, que frequentemente ordena a sua Guarda Real que bata nela para sua diversão e prazer. Quando tenta despir a garota em plena sala do Trono, seu tio Tyrion, atuando como Mão no lugar de Tywin, o impede, e ele nunca tentou de novo, apesar de estar determinado em colocar Sansa em sua cama, casando com ela ou não. Com sua crueldade crescente, somada a qualidade de vida despencando em Porto Real devido a escassez de comida e outras privações, tornam Joffrey um Rei extremamente impopular, e quase é morto num motim nas ruas da cidade, desencadeado por seu temperamento. Apenas Tyrion se impunha perante a autoridade de Joffrey, o que fez o garoto desenvolver uma especial raiva de seu tio. Tyrion, por sua vez, via Joffrey com desprezo, encarando-o como um monstro.

Durante a Batalha da Água Negra, a Joffrey é confiado o comando de três catapultas, onde se diverte atirando cadáveres de traidores sobre as tropas de seu tio, Stannis Baratheon. Quando as forças que atacavam Porto Real ameaçam derrubar os portões da cidade, Joffrey, a comando de sua mãe, a rainha regente, é levado para a segurança da Fortaleza Vermelha, causando descrença e deserção entre inúmeros soldados Lannister. Porto Real é salva, porém, pelas forças combinadas da Casa Tyrell e de Tywin Lannister.

A Tormenta de Espadas

Após a aliança da Casa Tyrell ao seu reinado, Joffrey dispensa Sansa e é prometido em casamento a Margaery Tyrell. Ele rudemente afirma, posteriormente, que iria manter um caso com Sansa, após seu casamento, mesmo estando ela agora casada com Tyrion. Joffrey se encontrava acompanhado de sua mãe, seu avô, seu tio, seu tio-avô, e Grande Meistre Pycelle quando as notícias do Casamento Vermelho chegam a Porto Real. Joffrey estava maravilhado pelas notícias, e exigiu a cabeça de Robb para presenteá-la a Sansa no seu casamento, além de recusar misericórdia aos Senhores do Norte e das Terras Fluviais que se renderam após o assassinato de seu Rei. Estas declarações horrificaram Kevan e enraiveceram Tyrion, que ameaçou seu sobrinho, afirmando que Sansa não era dele para torturá-la. Tywin recusa o desejo do Rei, causando Joffrey a insultar seu avô, chamando-o de 'covarde que se escondeu embaixo de Rochedo Casterly enquanto seu pai ganhava a guerra no Tridente', insulto que enraiveceu-o, ao ponto de afirmar, em privado, que o garoto precisava de uma "dura lição". Tyrion, apesar de lembrar de sua própria "dura lição", surpreendentemente concorda com seu pai, afirmando que Joffrey não seria 'Robert II', mas 'Aerys Terceiro'.

O casamento de Joffrey se dá no primeiro dia do novo século. Pela manhã, os Lannister e seus aliados se encontram para um café da manhã familiar. Seu avô, Tywin Lannister, dá-lhe uma espada de aço valiriano como presente de casamento, a qual Joffrey denomina Lamento da Viúva, a qual foi forjada usando a espada Gelo, de Eddard Stark. O presente de Tyrion e Sansa é um livro raro, "A Vida de Quatro Reis", o qual Joffrey destrói com sua nova espada, exigindo um presente melhor de seu tio e de sua antiga prometida. Joffrey joga a espada para Sor Balon Swann. Quando Addam Marbrand alerta Joff para que seja cuidadoso, pois a lâmina é de aço valiriano, ele se gaba dizendo que não é estranho ao aço valiriano. Neste momento, Tyrion o provoca, suspeitando que Joffrey seria o assassino contratado para matar Bran Stark. Tyrion conclui que a lâmina dada ao assassino não era de seus irmãos, mas de seu sobrinho, apesar de não conseguir muito bem entender o porquê, presumindo que se devia à inata crueldade de Joffrey. Jaime posteriormente deduziria que o garotou agiu numa tentativa de conseguir um 'afago na cabeça daquela tonta Cersei, fazendo-o acreditar que tinha sido seu pai', após ter ouvido Robert bêbado afirmando que seria uma bondade tirar Bran de seu sofrimento, matando-o.

Durante o banquete de seu casamento, Joffrey entra numa discussão com Tyrion, sugerindo que seu tio deveria se juntar a trupe de bobos da corte anões. Depois, bebe vinho envenenado e morre perante os olhares de toda a corte. Cersei acusa Tyrion e Sansa pelo assassinato, mas depois é revelado que o plano foi orquestrado por Mindinho e executado por Olenna Redwyne. Joffrey foi enterrado no Grande Septo de Baelor.

A morte de Joffrey não foi lamentado por praticamente ninguém, com a exceção de sua mãe; até mesmo seu verdadeiro pai sentia que Joffrey mereceu seu destino. Tyrion afirmou que Joffrey se tornaria um rei pior que o Rei Louco. Arys Oakheart pensava que a única coisa boa que poderia ser dita de Joffrey era que ele era alto e forte para sua idade.

Família

Falsa

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ormund
 
Rhaelle
Targaryen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Steffon
 
Cassana
Estermont
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Várias
mulheres
 
Robert I
 
 
 
Cersei
Lannister
 
Renly I
 
Margaery
Tyrell
[1]
 
 
Stannis I
 
Selyse
Florent
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Mya
Stone
 
Gendry
 
Edric
Storm
 
 
 
Joffrey I
 
Margaery
Tyrell
[1]
 
Myrcella
 
Tommen I
 
Margaery
Tyrell
[1]
 
Shireen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Barra
 
Bella
 
Gêmeos
 
Mais nove
filhos

Verdadeira

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Damon}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tybolt}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Gerold}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Sarelle}
 
{Tywald}
 
{Tion}
 
{Tytos}
 
{Jeyne Marbrand}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jason}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tywin}
 
{Joanna}*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Kevan}
 
Dorna Swyft
 
Genna
 
Emmon Frey
 
{Tygett}
 
Darlessa Marbrand
 
{Gerion}
 
Ramo
Descendente
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Robert
Baratheon}
 
Cersei
 
Jaime
 
Tyrion
 
Lancel
 
Amarei Frey
 
 
Martyn
 
 
 
 
Prole
 
 
 
{Tyrek}
 
Ermesande Hayford
 
Joy
Hill
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Joffrey
Baratheon}
 
Margaery
Tyrell
[2]
 
Myrcella
Baratheon
 
Tommen
Baratheon
 
Margaery
Tyrell
[2]
 
 
 
{Willem}
 
Janei
 
 
 

Referências e Notas

  1. 1,0 1,1 Margaery Tyrell se casou primeiro com o Rei Renly I, mas ele foi morto por uma criatura das sombras. Então, um pouco depois, para selar um novo pacto entre os Tyrell e os Lannisters, ela se casou com o Rei Joffrey I. Porém, ele morreu no dia do casamento dois, e então para poder firmar o pacto, ela se casou com o Rei Tommen I, o irmão de Joffrey.
  2. Margaery Tyrell se casou com o Rei Joffrey I, mas na festa de casamento dos dois, ele morreu. Então, um pouco depois, ela se casou com o Rei Tommen I.


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Joffrey Baratheon. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas