Gared

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Minigdn.png
Gared
Minigdn.png
Gared Тхе Мичо.jpg
Gared, por Тхе Мичо ©
Lealdade Patrulha da Noite
Nascimento Em 245 d.C.
Morte Em 298 d.C., em proximidades de Winterfell, Norte, Westeros
Aparece

GoT Logo.jpg
Gared-HBO.jpg
Interpretado(a) por Dermot Keaney
Aparições 1ª Temporada
Apareceu em 1 episódio (ver seção)
Gared, na série de TV, se deparando com um Caminhante Branco, por InfernalFinn©.

Gared era um patrulheiro veterano da Patrulha da Noite[1][2]. Na série de televisão Game of Thrones é interpretado por Dermot Keaney.

Aparência e personalidade

Gared era um homem velho, com mais de cinquenta anos. Perdeu as orelhas, os três dedos dos pés e o mindinho da mão esquerda devido o frio que enfrentou certa vez.[1] Ele era magro.[3] É considerado um patrulheiro muito experiente.[4]

Era conhecido por ter caçoado de Sor Waymar Royce por causa das roupas finas que o jovem fidalgo costumava vestir e de sua inexperiência.[1]

História

Gared juntou-se a Patrulha da Noite quando era um menino e passou quarenta anos como um Patrulheiro. Quando suas orelhas congelaram em um inverno rigoroso, Meistre Aemon teve que cortá-las.[1]

Pouco antes da saga começar, Gared foi enviado pelo Senhor Comandante Mormont para a Floresta Assombrada com a missão de perseguir um grupo de Selvagens invasores. Ele foi acompanhado por Sor Waymar Royce e Will.[1] Mormont deu o comando a Sor Waymar Royce, embora ele fosse o menos experiente dos três, e contava com Gared e Will, pois eles estavam entre os seus melhores homens. No entanto, Sor Waymar sentia que era seu dever ter autoridade porque ele era um cavaleiro, e Mormont aceitara porque ele não queria ofender o pai de Waymar, Lorde Yohn Royce.[4]

Durante nove dias, os três seguiram os selvagens. No nono dia, Will sentiu-se cada vez mais apreensivo, como se algo frio e implacável os observavam, e Gared sentiu o mesmo. Eles finalmente alcançaram os selvagens no nono dia. Will se esgueirou pelo acampamento para coletar informações e viu oito pessoas, mas eles não se moviam por um longo tempo. Ele voltou para Sor Waymar Royce e Gared, constatou que os selvagens estavam mortos pelo frio. [1]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Gared, Will e Sor Waymar Royce estão perto do campo dos invasores Selvagens que estiveram seguindo, falando sobre como proceder. Gared tenta persuadir Sor Waymar para voltar para a Muralha, mas não consegue. Sor Waymar ressalta que é improvável que um grupo de oito selvagens adultos congelem até a morte no verão, em uma época que a Muralha está “chorando” (o calor derrete a fina camada mais externa da Muralha). Assim, os três homens vão procurar os cadáveres para descobrir o que os matou. Enquanto eles estão se aproximando do campo selvagem, a noite chega sob uma meia lua. Gared diz que pode sentir que algo está errado, mas Sor Waymar descarta a sugestão. Ele zomba do experiente Patrulheiro repetidamente, o que deixa Gared cada vez mais bravo.

Sor Waymar ordena que Gared permaneça com os cavalos enquanto ele e Will exploram o local. Gared pretende acender uma fogueira, argumentando que o fogo pode manter alguns inimigos longe, mas Sor Waymar o repreende de forma dura e o proíbe, chamando-o de tolo. De má vontade, Gared acata as ordens. Quando estão no campo selvagem, Will e Sor Waymar não conseguem encontrar os corpos. Will escala uma árvore para procurá-los. Ambos sentem que está ficando cada vez mais frio. De repente, Sor Waymar é atacado e morto pelos Outros. Will permanece na árvore até que ele tenha certeza de que os Outros tenham partido. Quando Will desce, ele é atacado e estrangulado por Sor Waymar Royce, que foi transformado em uma criatura.[1]

Não se sabe o quanto disso Gared viu, mas aparentemente ele foge para o sul tomado pelo terror. Ele não se junta a seus irmãos na Muralha, e se torna um desertor. Gared é preso ao sul da Muralha, nas colinas perto de Winterfell. Ele está perturbado e meio louco. Mais tarde, ele é questionado por Lorde Eddard Stark sobre o que ocorreu, mas ele não dá respostas coerentes. Também estão presentes Bran e Robb Stark; Jon Snow, Theon Greyjoy, Jory Cassel, Desmond, Tomard, Hullen e Harwin.[3] Gared está meio louco e as palavras de Lorde Eddard não o alcançam.[5]

Por sua deserção, Gared é condenado à morte por Lorde Eddard Stark, que realiza a decapitação com a grande espada de Aço Valiriano, chamada Gelo, de acordo com as tradições dos Primeiros Homens.[3] É a quarta execução de um desertor que Lorde Eddard realiza naquele ano.[6] Depois, Theon ri e chuta a cabeça de Gared quando ela pousa perto de seus pés, provocando a desaprovação de Jon. Lorde Eddard pensa que Gared se comportou bem antes de morrer e Robb diz que ele foi corajoso, mas Jon ressalta que notou que ele estava consumido pelo medo.[3] Lorde Eddard envia a cabeça de Gared para o Senhor Comandante Mormont da Patrulha da Noite.[4]

Enquanto o Senhor Comandante Mormont está conversando com Tyrion Lannister sobre as condições na Muralha para obter seu apoio, ele menciona a expedição em que Will e Sor Waymar Royce perderam a vida. Ele lamenta dar o comando a alguém tão inexperiente como Sor Waymar, chamando-se de idiota. Mormont diz que Gared estava há mais tempo na Muralha que ele próprio e que parece inacreditável que tenha deserdado. Mormont envia Benjen Stark para procurar por Sor Waymar Royce e Will (que foram dados como desaparecidos), e agora é Benjen que também está desaparecido.[4]

Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).

Citações

As primeiras palavras da série são suas:

Deveríamos regressar (...) Os selvagens estão mortos.[7]
— Gared, primeira fala do livro.
Toda a gente fala de neve com doze metros de profundidade, e do modo como o vento de gelo chega do norte uivando, mas o verdadeiro inimigo é o frio. Aproxima-se em silêncio, mais furtivo do que o Will. A princípio, estremece-se e os dentes batem, e bate-se com os pés no chão e sonha-se com vinho aquecido e boas e quentes fogueiras. Ele queima, ah, como queima. Nada queima como o frio. Mas só durante algum tempo. Então penetra no corpo e começa a enchê-lo, e passado algum tempo já não se tem força suficiente para combatê-lo. É mais fácil limitarmo-nos a nos sentar ou a adormecer. Dizem que não se sente dor alguma perto do fim. Primeiro, fica-se fraco e sonolento, e tudo começa a se desvanear, e depois é como afundar pacificamente num mar de leite morno.[8]
— Gared, descrevendo o frio.

Citações sobre Gared

Robb: O desertor morreu com bravura. Tinha coragem, pelo menos.
Jon: Não. Não era coragem. O homem estava morto de medo. Podia-se ver em seus olhos, Stark.[9]
Robb Stark e Jon Snow.
O pobre homem estava meio louco. Algo lhe incutiu um medo tão profundo que minhas palavras não o alcançaram.[10]
Eddard Stark, para Catelyn Stark.

Participação nos livros

Nº Geral Nº no Livro Livro Capítulo Tipo
1 1 A Guerra dos Tronos Prólogo Participa
2 2 A Guerra dos Tronos Bran Participa
3 3 A Guerra dos Tronos Catelyn Mencionado
4 4 A Guerra dos Tronos Tyrion Mencionado
5 5 A Guerra dos Tronos Jon Mencionado

Na série de televisão

Em Game of Thrones os papéis de Gared (Dermot Keaney) e Will (Bronson Webb) são trocados. Gared é decapitado por um Caminhante Branco e Will foge para o sul até ser capturado e executado.[11]

Aparições

Aparições na 1ª Temporada de Game of Thrones
The Kingsroad Lord Snow Cripples, Bastards, and Broken Things The Wolf and the Lion
A Golden Crown You Win or You Die The Pointy End Baelor Fire and Blood

Links externos

Notas

Referências