Fluxo sangrento

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa

O fluxo sangrento, também conhecido como a égua descorada em Meereen, é uma doença que se espalha fácil e rapidamente. Seus sintomas são febre, hemorragias intestinais e disenteria.

É uma conhecida doença, com pouco tratamento além da prevenção (principalmente quarentena e evitar contato com infectados) e possui uma alta taxa de mortalidade, tendo sido responsável por matar 3 em 4 infectados em exércitos.

Sor Barristan Selmy afirma que o fluxo sangrento tem sido a desgraça de todo exército desde a Era da Aurora, e que soube de exércitos inteiros destruídos quando a doença não tinha sido prevenida. Mesmo homens duros como os Segundos Filhos são aterrorizados de montarem a Égua; eles expulsarão qualquer suspeito de carregar a doença sem hesitar.

Eventos Recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Fúria dos Reis

Após a Revolta de Porto Real, Jacelyn Bywater relatou que o fluxo sangrento estava se espalhando entre as espeluncas da Curva do Mijo, na Baixada das Pulgas.

A Tormenta de Espadas

Quando as forças de Daenerys cercam Meereen, as tropas enfrentam fome e doenças. Sor Jorah Mormont reporta três casos do fluxo entre seus homens.

A Dança dos Dragões

O fluxo se espalha por Astapor e chega junto com refugiados buscando proteção em Meereen. Alertada sobre os perigos de deixá-los entrar, Daenerys Targaryen os proíbe de pisar os pés na cidade, permitindo que acampem fora das muralhas. A doença, entretanto, se espalha rapidamente e atinge tanto Meereen, quanto o exército de Yunkai e Nova Ghis cercando a cidade.

O primeiro caso conhecido da doença em Meereen foi trazido por um astapori cavalgando uma égua descorada - de onde a praga ganhou o apelido na cidade.

Referências e Notas

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Bloody flux. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.