Donal Noye

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Baratheon de Ponta Tempestade.png
Donal Noye
Minigdn.png
Donal Noye Amoka.jpg
Donal Noye, por Amok©
Lealdade Casa Baratheon
Patrulha da Noite
Nascimento Em ou entre 244 d.C. e 252 d.C.
Morte Em 300 d.C., em Castelo Negro
Livro(s) A Guerra dos Tronos (aparece)
A Fúria dos Reis (aparece)
A Tormenta de Espadas (aparece)
O Festim dos Corvos (mencionado)
A Dança dos Dragões (mencionado)

Donal Noye é um ferreiro, armeiro e intendente da Patrulha da Noite.[1] Ele fora ferreiro da Casa Baratheon de Ponta Tempestade.

Aparência e personalidade

Donal é musculoso, com braço forte,[2] além de peito e barriga comparáveis a um barril de cerveja. Seu nariz é achatado e largo e seu queixo é eriçado e hirsuto, com curtos pelos negros formando uma barba sempre por fazer.[3][4][2] Ele não tem o braço esquerdo, por isso a manga esquerda de sua túnica fica presa ao ombro por um alfinete de prata.[3]

História

Antes de se juntar à Patrulha da Noite, Donal era ferreiro em Ponta Tempestade, e fez o martelo de batalha utilizado por Robert Baratheon que matou Rhaegar Targaryen no Tridente.[3] Forjou também a primeira espada de Stannis Baratheon.[5]

Noye perdeu o braço esquerdo durante a Rebelião do Robert, no Cerco de Ponta Tempestade. Após um golpe de raspão, a ferida ulcerou e seu braço teve de ser decepado.[3]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Após um treino com espadas, Donal Noye separou uma briga entre Jon Snow e seus irmãos juramentados Grenn, Todder e outros dois companheiros. Donel diz para Jon que, mesmo sendo bastardo, foi educado nos livros e treinado com armas por Rodrik Cassel e teve muitos outros benefícios que a maioria dos seus irmãos nunca sonharam em ter. Donal diz que Jon humilha seus companheiros nos treinos ao derrota-los de forma tão bruta e isso faz com que Jon Snow seja temido e desprezado por seus irmãos juramentados.[3] Mesmo furioso, Jon reflete sobre as palavras de Donal e, com o tempo, torna-se mais amigável. Depois disso Jon e Donal se tornaram próximos. Jon passou a ajudar Donal no arsenal. [6]

Após ser atacado pelo cadáver do patrulheiro Othor [7], o Senhor Comandante Jeor Mormont leva sua espada queimada Garralonga para Donal Noye repara-la.[8]

A Fúria dos Reis

Donal Noye e Jon Snow observavam o novo Mestre das Armas da Muralha, sor Endrew Tarth, treinar os novos recrutas enquanto conversavam sobre a emancipação do Norte sob o comando de Robb Stark como Rei, sobre Robert, Stannis e Renly Baratheon. Donal desejoua boa sorte a Jon Snow na Grande Expedição Para Lá da Muralha.[4]

A Tormenta de Espadas

Donal é um dos poucos que permanecem em Castelo Negro quando o grosso da Patrulha parte para além da Muralha. Quando Jon escapa dos selvagens de Styr e corre para Castelo Negro para avisar que o ataque esta vindo, Donal estava preocupado se Jon tivesse desertado. Contudo ele acaba confiando e manda Meistre Aemon tratar dos ferimentos de Jon e então começa a preparar as defesas da Muralha. Apesar de ter apenas um braço, Donal carregou o ferido Jon sem muita dificuldade pelas escadas para entrega-lo aos cuidados de Aemon.[2]

A maioria dos homens da Patrulha da Noite em Castelo Negro recuam para a Torre do Rei, já que os outros castelos da Patrulha não são muito defensáveis. Donal, assumindo o comando, manda alertar Vila Toupeira e diz que os refugiados de lá podem ir para a Torre do Rei se eles ajudarem a defende-la.[9]

Durante a Batalha de Castelo Negro, conseguem dominar as escadas apesar de sofrerem grandes perdas e o resto da Patrulha da Noite recua para a Muralha. Donal, que havia preparado as defesas em antecipação a estes movimentos, ordenou que seus homens lançassem suas flechas incendiadas contra os óleos ferventes, atacando os Thenns na vanguarda.[9]

Donal então lidera os homens da Patrulha contra o vasto exército de Mance Rayder que vem pelo norte da Muralha. Os selvagens não tem escadas para subir, então eles acabam o portão. Quando o gigante Mag Mar Tun Doh Weg começa a tentar quebrar o grande portão, Donal dá o comando da Muralha para Jon e parte com um grupo de homens para defender o portão.[10]

Donal é bem sucedido em deter os selvagens no portão, mas ele sacrifica a própria vida no processo (assim como a maioria do seu grupo).[10] Jon depois descobre que Mag havia quebrado a espinha de Donal, mas ele conseguiu enfiar sua espada no pescoço dele antes de desfalecer.

Quando a Patrulha da Noite esta a beira da derrota, Stannis Baratheon aparece com seu exército e destroça a tropa selvagem. De acordo com Stannis, se os selvagens tivessem tomado a Muralha antes dele chegar ele não teria sido bem sucedido.[5]

A Dança dos Dragões

Como Stannis está residindo na Torre do Rei, Jon Snow, o novo Lorde Comandante da Patrulha da Noite, se muda para o modesto quarto de Donal que fica atrás da sala de armas de Castelo Negro. As posses do ferreiro incluem um copo de prata, seis moedas e uma estrela de cobre, um broche niello com um fecho quebrado e um ornamento com um símbolo da Casa Baratheon.[11] Jon depois pensa consigo mesmo que a Patrulha precisa de líderes com a compaixão de Donal Noye.[12]

Citações

De Donal Noye

Robert era verdadeiro aço. Stannis é de ferro puro, negro, duro e forte, é verdade, mas quebradiço, como acontece com o ferro. Quebrará antes de dobrar. E Renly, esse é cobre, claro e brilhante, bonito de ver, mas, no fim das contas, sem grande valor.[4]
— Donal para Jon Snow
A Patrulha não é o que já foi. Há homens honestos de menos para manter os patifes na linha.[2]
— Donal para Jon Snow


Sobre Donal Noye

O armeiro podia falar da vida. Tivera uma. Só vestira o negro depois de perder um braço no cerco de Ponta Tempestade. Antes disso, fora ferreiro de Stannis Baratheon, o irmão do rei. Vira os Sete Reinos de uma ponta à outra, gozara de festins e mulheres, e lutara numa centena de batalhas. Dizia-se que fora Donal Noye quem forjara o martelo de batalha do Rei Robert, aquele que esmagara a vida de Rhaegar Targaryen no Tridente, Fizera tudo aquilo que Jon nunca faria, e depois, quando envelheceu, bem para lá dos trinta anos, recebeu um golpe de raspão de um machado, mas a ferida ulcerou até que todo o braço teve de lhe ser tirado. Só então, aleijado, é que Donal Noye viera para a Muralha, quando tinha a vida praticamente acabada. [3]
— pensamentos de Jon
- Noye fez a minha primeira espada e também o martelo de guerra de Robert. Se deus tivesse achado por bem poupá-lo, ele daria um Senhor Comandante melhor para a sua ordem do que qualquer um daqueles idiotas que andam disputando o cargo. [5]
Stannis Baratheon para Jon Snow

Referências



Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está em Donal Noye. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.