R'hllor

De Game Of Thrones BR wiki
(Redirecionado de Deus Vermelho)
Ir para: navegação, pesquisa

R'hllor, também conhecido como Senhor da Luz, Coração de Fogo, ou Deus da Chama e da Sombra, é um deus de destaque em Essos, mas tem apenas alguns seguidores em Westeros, onde é mais comumente conhecido como Deus Vermelho. Seu símbolo é um coração ardente.

A religião de R’hllor é baseada em uma visão dualista do mundo: R'hllor, o deus da luz, calor e vida, e sua antítese, o Deus cujo nome não deve ser falado, o deus do gelo e da morte ou o "Grande Outro". Eles estão bloqueados em uma eterna luta com o destino do mundo, uma luta que, segundo a antiga profecia dos livros de Asshai, só vai acabar quando Azor Ahai, uma figura messiânica, retornar empunhando uma espada flamejante chamada Luminífera, a Espada Vermelha dos Heróis e com ela despertar os chamados "dragões de pedra".

Seguidores

Os Sacerdotes Vermelhos, como Melisandre de Asshai e Thoros de Myr, são membros do clero. Eles são assim chamados devido às vestes carmesim que usam. No leste, eles são uma visão comum, onde a fé e influência de R'hllor é mais difundida. As crianças são, por vezes, dadas aos templos de R'hllor para que sejam criadas para o sacerdócio. Os templos também compram as crianças como escravos, que são conhecidas como “Escravos de R'hllor” e cria-os como sacerdotes, prostitutas do templo, ou guerreiros. Os guerreiros que protegem os templos de R’hllor são chamados de Mão Ardente.

Todas as noites, os sacerdotes vermelhos acendem fogueiras e cantam orações em seus templos, pedindo R'hllor para trazer de volta o amanhecer. Seguidores muitas vezes olham para as chamas esperando receber visões do futuro. Acredita-se que R'hllor irá ocasionalmente responder às orações de seus seguidores através da concessão de visões e habilidades, tais como ressuscitar os mortos e controlar as sombras. Alguns ritos realizados pelos sacerdotes vermelhos, incluem sacrifício pelo fogo.

Julgamentos por combate são uma prática aceita na fé de R'hllor; orações antes do combate pedem forças à R'hllor e pedem que ele escolha o vencedor com justiça."A noite é escura e cheia de terrores", é uma frase comum em orações para R'hllor, e é mostrada no teaser da segunda temporada.

Costumes

A adoração de R'hllor é uma tradição religiosa no continente Essos, mas não ganhou muita popularidade em Westeros. Esforços recentes para espalhar a fé para Westeros incluem o envio de sacerdotes vermelhos como Thoros para Porto Real, afim de que ele pudesse converter o Rei Aerys II, que era obcecado pelas chamas. Esta tentativa falhou já que Thoros não foi capaz de impressionar Aerys com sua magia de fogo.


Como outros tipos de magia, a magia do R'hllor parece ter desaparecido após a morte do último dragão Targaryen, mas com o regresso dos dragões no leste, as habilidades dos sacerdotes de R'hllor têm se fortalecido. Thoros, enquanto servia no templo de Myr, não descobriu nenhum tipo de novos poderes. No entanto, desde o retorno dos dragões, ele conseguiu ressuscitar Beric Dondarrion inúmeras vezes durante um ritual. Os poderes de Melisandre também foram aumentados desde a sua chegada à Muralha.


Atualmente existe a formação de dois novos círculos de culto em Westeros, seguindo um sacerdote vermelho de R'hllor. Thoros e Beric, juntos, fundaram a Irmandade Sem Bandeiras, uma organização criminosa ligada em parte pela sua adoração a R'hllor. Em Pedra do Dragão, Melisandre convenceu Stannis Baratheon para reivindicar o manto de Azor Ahai com sua magia de fogo. No entanto, após a morte final de Beric e a derrota de Stannis na Baía de Água Negra, a influência de Thoros e Melisandre sobre suas congregações diminuiu.


Referências e Notas

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em R'hllor. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.