Davos Seaworth

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Seaworth.png
Davos Seaworth
Seaworth.png
Davos Seaworth.jpg
Davos Seaworth, por Amoka ©
Apelido(s) Cavaleiro das cebolas
Título Mão do Rei
Senhor da Mata da Chuva
Almirante do Mar Estreito
Lealdade Casa Seaworth
Casa Baratheon de Pedra do Dragão
Cultura Westeros
Esposa(o) Marya Seaworth
Nascimento Em Baixada das Pulgas, Porto Real
PDV
PDV
Mencionado
PDV

GoT Logo.jpg
Davos Seaworth (Liam Cunningham).jpg
Interpretado(a) por Liam Cunningham
Aparições 2ª Temporada | 3ª Temporada | 4ª Temporada | 5ª Temporada | 6ª Temporada | 7ª Temporada
Apareceu em 36 episódios (ver seção)

Lorde Davos Seaworth de Mata da Chuva, Almirante do Mar Estreito, muitas vezes chamado de Cavaleiro da Cebola. Era um contrabandista, mas tornou-se cavaleiro e o mais fiel e honesto apoiante de Stannis Baratheon. Ainda possui seu navio dá época de contrabandista, o Betha Negra. Seus filhos são comandantes e oficiais de seus próprios navios. Sua esposa cuida das suas terras no Cabo da Fúria. O seu brasão é um navio negro, com uma cebola nas velas, com um fundo cinzento [1]. Davos se torna um personagem PDV em A Fúria dos Reis. Ele é interpretado por Liam Cunningham na série de televisão.

Aparência e personalidade

Davos é um homem pequeno e de rosto comum. Ele tem cabelo e olhos castanhos e uma barba salpicada de cinza. As primeiras falanges da mão esquerda foram cortadas por Stannis Baratheon como castigo dos crimes cometidos como contrabandista [2]. Ele levava consigo os ossos dos dedos que foram cortados.

História

Davos é um homem de baixo nascimento, nascido na Baixada das Pulgas em Porto Real e sempre teve uma vida de dificuldades. Em sua juventude, ele descobriu serviço numa galé sob o comando de Roro Uhoris, um tyroshi contrabandista e pirata. Eventualmente Uhoris foi pego pela frota da Patrulha da Noite em Atalaialeste do Mar, onde foi executado pelo comércio de armas com os selvagens. Embora impressionado com este evento, Davos não recusou-se a negociar com os membros da Patrulha da Noite mais tarde.[3]

Depois de Uhoris, Davos fez o seu próprio caminho e garantiu seu próprio navio, o Betha Negra, tornando-se um dos traficantes mais infames para navegar o Mar Estreito. [4] Davos se casou com uma mulher chamada Marya Seaworth, juntos tiveram sete filhos: Dale, Allard, Matthos, Maric, Devan, Stannis e Steffon.

Durante a Rebelião de Robert, o cerco de Ponta Tempestade durou quase um ano, Davos furou o bloqueio Redwyne para contrabandear cebolas e outros alimentos para o castelo. A comida permitiu aos homens de Stannis Baratheon resistirem até Eddard Stark chegar a romper o cerco. Como recompensa por seu serviço, Stannis o tornou cavaleiro, dando-lhe terras e a senhoria sobre a Cabo da Fúria e permitindo-lhe escolher Seaworth como o nome de sua nova casa. No entanto, Davos perdeu a primeira articulação de cada dedo da mão esquerda, como pagamento por seus crimes passados. Davos considera a decisão justa, e concorda com os termos se Stannis.[5] Ele manteve os ossos de suas articulações em uma bolsa em volta do pescoço, porque ele acreditava que eles tiveram sorte, tendo comprado um futuro para sua família.[6]

Eventos Recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Fúria dos Reis

Quando Stannis Baratheon declara-se rei dos Sete Reinos, após a morte de seu irmão Robert, Davos apoia a sua afirmação. Ele é forte na Fé dos Sete, e não gosta da conversão de Stannis à fé de R'hllor sob a orientação de Melisandre. No entanto, ele tenta impedir que seu amigo Meistre Cressen de tentar envenenar a Feiticeira Vermelha. Davos é enviado pela primeira vez como um enviado ao pirata liseno Salladhor Saan, cuja frota ele recruta para a causa de Stannis Baratheon. Em seguida, ele trata com os lordes das Terras da Tempestade, mas a sua missão não é bem sucedida.[5]

Davos é então enviado para Vila Gaivota, os Dedos , as Três Irmãs e Porto Branco para entregar cartas e proclamações declarando os herdeiros reais serem bastardos nascidos do incesto entre Jaime Lannister e a Rainha Cersei Baratheon. Como ele vai para o Norte, seus filhos Dale e Allard são enviados para o sul e leste. Como Davos é analfabeto, Stannis lhe dá cavaleiros para ler as cartas em voz alta para plebeus analfabetos.[1] Depois de terminar essa tarefa, ele se junta a Stannis no cerco de Ponta Tempestade. Ele está presente entre muitos dos outros senhores quando Stannis parlamenta com o castelão Sor Cortnay Penrose. Stannis pede à Davos para usar suas habilidades de contrabandista para levar Melisandre a Ponta Tempestade para que ela possa dar a luz a uma sombra assassina que mataria Sor Cortnay. Davos fica horrorizado com o evento. Sor Davos e quatro de seus sete filhos fazem parte da frota que assalta Porto Real na Batalha da Água Negra. Davos tenta persuadir o comandante da frota, Imry Florent, a enviar olheiros para testar as nova defesas que os Lannister tinham preparado, mas Sor Imry se recusa a ouvir, com base em seus números superiores. Davos observa outros erros táticos, tais como envolver a frota real no estreito Torrente da Água Negra, onde os seus números são de pouca utilidade. Uma vez que os esquadrões do avanço de entrar na corrida, uma enorme cadeia é aumentado para fechá-la e prendê-los. Grande parte da frota é destruída por um incêndio . Todos os três navios Seaworth são destruídos, juntamente com muitos outros. Todos os quatro filhos mais velhos de Sor Davos Dale, Allard, Matthos e Maric são perdidos, e ele quase morre.[3]

A Tormenta das Espadas

Na conclusão da Batalha da Água Negra Davos fica encalhado nas Lanças do Rei Bacalhau por muitos dias, onde ele alucina que Os Sete falam com ele,[7] até que aparece um dos navios de Salladhor Saan junto dele. Davos culpa Melisandre pelo desastre, ele planeja matá-la. Sua magia lhe dá o aviso, no entanto, e ele é preso por Sor Axell Florent.[8] Davos é liberado do calabouço, ao que ele denuncia o plano de Sor Axell em abater o plebeus da Ilha da Garra em retribuição ao velho Ardrian Celtigar ter dobrando o joelho. Pelo seu conselho honesto, Stannis o nomeia Senhor da Mata da Chuva, Almirante do Mar Estreito e Mão do Rei, em substituição ao Lorde Alester, que foi queimado por traição.[9] Apesar de tal favor, Davos continua a lutar contra a influência de Melisandre sobre Stannis contrabandeando o bastardo do Rei Robert, Edric Storm, para fora de Pedra do Dragão para poupá-lo de ser sacrificado à R'hllor. Ele também sugere que Stannis envie ajuda à Patrulha da Noite, que está sob ataque de selvagens.[10]

O Festim dos Corvos

É relatado que Davos foi enviado para Porto Branco para negociar com Lorde Wyman Manderly. Cersei Lannister ordena que Lorde Wyman execute Davos em troca do resgate de seu herdeiro.[11] Depois, relatou-se que a cabeça e as mãos de Davos agora enfeitam as paredes de Porto Branco.[12]

A Dança dos Dragões

Davos levanta as velas de Atalaialeste do Mar na Muralha para representar Stannis e sua pretensão em Porto Branco com Salladhor Saan e sua frota de piratas Lysenos. Após uma série de tempestades atingir a frota de Saan, Saan abandona a causa de Stannis e dá à Davos a escolha entre ir com ele para Essos, ou o deixar em um pequeno barco a remo. Davos escolhe o barco, e, posteriormente, o leva as margens da Irmã Doce. Depois de ser pego e atualizado sobre os acontecimentos atuais por Lorde Godric Borrell em seu castelo, Davos é liberado por Godric e continua à Porto Branco.[13] Ele é precedido, no entanto, por enviados da Casa Frey, que vieram das Gêmeas com os restos do filho mais novo de Lorde Wyman Manderly, Wendel.[14] Davos aparece ante a Corte do Tritão para apresentar a proposta de apoio à Stannis pelos Manderly. Na presença dos Frey, Lorde Manderly leva Davos para ser executado.[15] Wyman então prende Davos na Toca do Lobo, e executa um prisioneiro parecido com ele em seu lugar. O preso é decapitado, tem a cabeça mergulhada em alcatrão e uma cebola na boca. Os dedos de uma das mãos também são cortadas para se assemelhar aos de Davos. A cabeça e as mãos são, então, colocados em pontos nas paredes da cidade para dar aos Lannister e aos Frey razões para acreditar na fidelidade da Casa Manderly com o Trono de Ferro.[12] Uma vez que os Manderly enviaram um relatório falso ao Trono de Ferro e obtém seu filho e herdeiro, Sor Wylis Manderly, de volta, ele pede a Robett Glover para libertar Davos e trazê-lo ao Novo Castelo. Ele diz a Davos que ele vai jurar sua lealdade a Stannis se ele conseguir trazer Rickon Stark de Skagos. Wyman descobriu que o menino está vivo graças ao testemunho de Wex Pyke, mas precisa de um contrabandista para recuperá-lo.[16]

Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).

Na série de televisão

Aparições

Aparições na 2ª Temporada de Game of Thrones
What is Dead May Never Die
The Old Gods and the New A Man Without Honor Valar Morghulis
Aparições na 3ª Temporada de Game of Thrones
Dark Wings, Dark Words Walk of Punishment And Now His Watch Is Ended
The Climb The Bear and the Maiden Fair The Rains of Castamere
Aparições na 4ª Temporada de Game of Thrones
Two Swords Oathkeeper First of His Name
Mockingbird The Mountain and the Viper The Watchers on the Wall
Aparições na 5ª Temporada de Game of Thrones
Sons of the Harpy
Unbowed, Unbent, Unbroken Hardhome
Aparições na 6ª Temporada de Game of Thrones
Blood of My Blood No One
Aparições na 7ª Temporada de Game of Thrones
- - -

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Davos
 
Marya
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Dale}
 
{Allard}
 
{Matthos}
 
{Maric}
 
Devan
 
Stannis
 
Steffon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências