Cidades Livres

De Game Of Thrones BR wiki
(Redirecionado de Cidade Livre)
Ir para: navegação, pesquisa
As cidades livres em Essos.

As Cidades Livres são um grupo de nove cidades-estado agrupadas ao longo da costa ocidental do continente Essos. Essas cidades negociam e interagem freqüentemente com os Sete Reinos de Westeros.

Geografia

As nove cidades-estado se situam na borda ocidental de Essos, principalmente em ilhas ou ao longo da costa. Há diferenças significativas quanto à geografia das cidades, como a densa floresta que cerca Qohor, as colinas de Norvos ou as pequenas ilhas de Bravos. Uma cadeia de montanhas separa as Cidades Livres do extenso Mar Dothraki, mas existem passagens que permitem que os dothraki invadam o território. Ao norte, encontra-se o Mar Tremente e o Porto de Ibben, uma ilha habitada por baleeiros vestidos com pele de foca. Ao sul, o mar dá acesso à Baía dos Escravos e ao Mar de Jade no Extremo Oriente.

As Nove Cidades Livres

Mesmo sendo nove estados distintos, as Cidades Livres possuem origem valiriana, sendo suas ex-colônias (exceto Bravos que, embora possua uma influência valiriana indireta, foi fundada por escravos fugitivos). Algumas, como a própria Bravos, tem culturas únicas e independentes, enquanto que outras, como Myr e Pentos, compartilham diversos traços culturais. Apesar de o idioma oficial de todas as Cidades Livres ser o Alto Valiriano, já se tornaram nove dialetos distintos.

Lorde Tywin Lannister sempre demonstrou desprezo pelas Cidades Livres, dizendo que elas optavam por lutar com moedas ao invés de espadas. Segundo ele, o ouro tem seus usos, mas guerras são vencidas com ferro.

Pentos

Ver artigo principal: Pentos

Pentos é um importante porto comercial localizado numa baía da costa ocidental. A cidade é dominada por uma arquitetura de tijolos e torres quadradas, e é chefiada por um príncipe, este escolhido pelos magísteres, que são os verdadeiros governantes da cidade. Os dothraki costumam se aproximar de Pentos, mas os magísteres são poupados de suas investidas ao dar presentes e homenagens aos khals. Os homens de Pentos usam barbas tingidas e bifurcadas.

Devido a um antigo tratado imposto pelos bravosianos, a escravidão é ilegal em Pentos. Porém, os membros mais ricos e poderosos da cidade desrespeitam essa regra, mantendo escravos entre seus servos.

Bravos

Ver artigo principal: Bravos

Única entre as Cidades Livres, Bravos não era colônia de Valíria e sim um refúgio de ex-escravos fugitivos. É uma cidade marítima situada acima de um conjunto de pequenas ilhas, conhecida por seus valentes aventureiros e por sua Guilda de homens sem rosto. É também famosa pelo Titã de Bravos, uma gigantesca estátua-fortaleza na entrada da cidade.

Bravosianos notáveis:

Lys

Ver artigo principal: Lys

Lys também é uma cidade insular. Os lisenos tem tendência a ser altos e de pele clara, ao contrário da maioria dos habitantes das Cidades Livres. A cidade é conhecida por suas casas de prazer, onde escravos são treinados na arte dos sete suspiros. Lys luta frequentemente pelo domínio do Passopedra e das Terras Disputadas.

Os lisenos cultuam a deusa do amor, sua divindade local.

Lisenos notáveis:

Qohor

Ver artigo principal: Qohor

A cidade de Qohor está localizada no interior do continente, nas imediações da Floresta de Qohor. É conhecida por suas finas tapeçarias e por seus ferreiros que conseguem trabalhar o aço valiriano, infundindo diversas cores no metal. A Cabra Preta é uma divindade local.

A guarda da cidade é composta unicamente de Imaculados desde a célebre batalha no qual três mil Imaculados venceram mais de vinte mil soldados dothraki. Os soldados usam tranças de cabelo humano em suas lanças como uma lembrança dos dothraki derrotados.

Qohorik notáveis:

Norvos

Ver artigo principal: Norvos

Norvos também se situa no interior do continente, sendo que uma parte da cidade fica no alto da colina e a outra em seu sopé. A cidade possui três grandes sinos com toques próprios. A cidade se assenta sobre colinas, fazendas e aldeias, com clima bastante ameno. Os norvoshi costumam tingir seus bigodes.

A cidade é governada por um grupo de magísteres que também são conhecidos por presentear os khals ao invés de dar batalha. Também é lar de um grupo de sacerdotes barbudos que costumam criar guardas de elite, famosos por seus longos machados.

Norvoshi notáveis:

Myr

Ver artigo principal: Myr

Myr é uma cidade litorânea, famosa por suas lentes, rendas e tapetes finos e por produzir bebidas, um conhecido néctar verde. Os olhos escuros e outros traços aproximam os myranos dos norvoshi e pentoshi, como seu governo de magísteres que homenageiam os khals ao invés de lutar. Myr é um centro de comércio de escravos e frequentemente luta pelo controle das Terras Disputadas e do Passopedra.

Myranos notáveis:

Tyrosh

Ver artigo principal: Tyrosh

É uma cidade costeira governada por um arconte, e os tyroshinos são famosos por sua avareza. Os comerciantes tyroshi negociam escravos e licor de pêra, e a cidade apresenta muitas casas de prazer, embora estas não sejam tão famosas como as de Lys. Os armeiros de Tyrosh são conhecidos por fazer armaduras fantásticas. A cidade é um popular centro onde se encontram soldados mercenários e está quase sempre envolvida nas disputas pelo Passopedra e pelas Terras Disputadas. Os tyroshi costumam usar barbas e bigodes pontudos e tingidos de várias cores.

No início da Guerra dos Reis de Nove Moedas, o Bando dos Nove conquistou Tyrosh e colocou Alequo Adarys no governo. Mesmo após o Bando dos Nove cair, Alequo se manteve no governo por mais seis anos.

Tyroshi notáveis:

Volantis

Ver artigo principal: Volantis

A mais meridional das Cidades Livres, Volantis está próxima da Baía dos Escravos e atua no comércio de escravos, copos e vinhos. São governados por uma tríade eleita. Os mercenários volantinos possuem rostos tatuados, assim como seus escravos. Volantis muitas vezes é arrastada para as batalhas nas Terras Disputadas.

Lorath

Ver artigo principal: Lorath

É uma cidade portuária situada num conjunto de ilhas.

Lorathi notáveis: