Cersei Lannister

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Lannister de Rochedo Casterly.png
Cersei Lannister
Baratheon de Ponta Tempestade.png
Cersei Lannister Amoka.jpg
Cersei, por Amoka ©
Apelido(s) Luz do Oeste
Título Rainha Viúva
Protetora do Reino
Senhora de Rochedo Casterly
Rainha Regente
Lealdade Casa Lannister
Cultura Ocidental
Esposa(o) Robert Baratheon
Nascimento Em 266 d.C., em Rochedo Casterly
Aparece
Aparece
Aparece
PDV
PDV
Outros

GoT Logo.jpg
Aparições 1º Temporada | 2º Temporada | 3º Temporada | 4º Temporada | 5º Temporada | 6º Temporada | 7º Temporada

Cersei Lannister é a filha mais velha de Lorde Tywin Lannister e a irmã gêmea de Jaime Lannister. Depois da Rebelião de Robert, ela se casou com o novo rei, Robert Baratheon e se tornou a rainha dos Sete Reinos. Se torna um personagem com ponto de vista em "O Festim dos Corvos". Na série de TV, é interpretada por Lena Headey.

Caráter e aparência

Cersei é voluntariosa, ambiciosa e tem certa baixa astúcia. Ela é, em sua própria opinião, uma política astuta e gosta de ver a si mesma como a verdadeira herdeira de seu pai e se ofende quando questionam suas ordens. É ressentida com as restrições que lhe impõe devido ao seu sexo, mas nunca percebeu que as pessoas não dão o devido respeito às suas ordens porque é uma líder incapaz.

No começo da série, Cersei se mostrou realmente astuciosa ao desenvolver bem a trama por trás da morte do Rei Robert e o estopim da Guerra dos Cinco Reis. Com o decorrer da trama, porém, à medida que Cersei obtém mais poderes, mais ela se mostra incompetente para lidar com eles. Segundo Petyr Baelish, Cersei vive em busca do poder mas, quando o consegue, não sabe o que fazer com ele.

Seu temperamento explosivo e orgulho ferido a levam a tomar decisões precipitadas com frequência, e ela raramente considera as consequências de seus atos. Não tem paciência para lidar com os detalhes tediosos (ainda que vitais) do governo, e procura cada vez mais evitar enfrentar os fatos desagradáveis, cercando-se de bajuladores ao invés de conselheiros honestos e competentes. Ironicamente, apesar de seu desprezo pelo estilo de vida de Robert e sua deterioração física, ela o imita inconscientemente, tendo o mesmo hábito de exagerar no vinho, na comida e no sexo para se distrair das pressões do governo. Embora compartilhe da filosofia de seu pai de governar através do medo em vez de procurar o amor de seus súditos, ela não tem capacidade de moderar crueldade com cautela e pragmatismo.

Os sentimentos de Cersei com relação ao pai são complexos. Ela se ressente porque ele a obrigou a se casar com Robert Baratheon e por nunca conceder a ela autoridade no governo como era seu desejo, mas também o admira e procura imitar a sua capacidade brutal como político. Ela detesta Tyrion desde que o anão nasceu, acusando-o de matar sua mãe. Também desenvolveu um profundo desprezo por Robert, mesmo tendo ficado otimista na véspera de seu casamento com ele. Como Robert nunca esqueceu Lyanna Stark, Cersei se sentiu rejeitada e logo passou a considerar Robert um tolo bêbado que só lhe despertava ojeriza.

As únicas pessoas que Cersei realmente ama são seu irmão gêmeo, Jaime, com quem ele manteve um relacionamento incestuoso desde a adolescência, e seus filhos (que carregam o sobrenome Baratheon mas são todos, na verdade, filhos de Jaime). No entanto, ela parece gostar de Jaime e dos filhos mais como extensões de si mesma do que qualquer outra coisa.

Cersei é uma mulher muito bela, com claros traços Lannister: cabelo loiro, olhos verdes brilhantes, pele clara e uma constituição esbelta e graciosa. Contudo, a idade e a maternidade cobraram seu preço e ela começou a ganhar peso como resultado de seu alcoolismo. Como muitos outros personagens da série, ela ocasionalmente tem sonhos que parecem ser proféticos.

História

O casamento entre Robert Baratheon e Cersei Lannister.

Tecnicamente, Cersei é a filha mais velha de Lorde Tywin, já que Jaime nasceu momentos depois dela, agarrado em seu tornozelo. Os gêmeos tinham nove anos quando seu irmão, Tyrion, nasceu, matando sua mãe e tornando o pai uma pessoa fria e amarga.

Cersei vem sendo atormentada desde a infância por uma profecia de uma suposta bruxa, Maggy, a Rã. A mulher corretamente previu o casamento e a infidelidade de Cersei com o rei. De acordo com a profecia, Cersei sobreviverá aos filhos, que morrerão como reis e rainhas, e depois tudo que ela ama será tomado por uma rainha mais jovem e mais bela. Por último, o valonqar (palavra valiriana para "irmão mais jovem") a matará. A jovem Cersei ficou tão aterrorizada com essa profecia que matou sua melhor amiga, Melara Hetherspoon (que estava presente quando ela visitou a velha), jogando-a de um poço, para impedí-la de repetir a alguém o que a velha dissera. Para ela, o valonqar era claramente Tyrion, e a rainha mais jovem e mais bela era Margaery Tyrell.

Quando Cersei era uma garota, seu pai prometeu que ela se casaria com o Príncipe Rhaegar Targaryen, tornando-se rainha um dia. Ela ficou encantada com a notícia e se apaixonou por Rhaegar quando o viu. Entretanto, o Rei Aerys recusou a oferta de Tywin e casou Rhaegar com Elia Martell.

Cersei e Jaime descobriram a sexualidade juntos na infância. Uma vez, eles foram "pegos brincando" por uma serva, e sua mãe colocou-os em quartos separados do castelo para impedir esse comportamento. Mais tarde, Cersei foi levada para Porto Real por seu pai, que era Mão do Rei. Ela sentia falta de Jaime e descobriu que o pai pretendia casá-lo com Lysa Tully. Quando Jaime visitou o pai e a irmã após ser sagrado cavaleiro, ela o seduziu e o persuadiu a entrar para a Guarda Real, o que impediria seu casamento e o deixaria perto dela, em Porto Real. Cersei fez os arranjos e Aerys escolheu Jaime, mas o pai tomou o ato como uma afronta do rei, se demitiu do cargo de Mão e voltou para Rochedo Casterly, separando os gêmeos novamente.

Pouco depois, com a conclusão da Rebelião de Robert, um casamento foi acertado entre Cersei e o novo rei, ligando a Casa real à Casa Lannister. Ela ficou entusiasmada no começo, mas sua felicidade morreu quando Robert a chamou de "Lyanna" em sua noite de núpcias. Depois dessa noite, o casamento dos dois se deteriorou rapidamente e Cersei e Jaime se tornaram mais unidos do que nunca. Desse relacionamento, nasceram suas três crianças (Joffrey, Myrcella e Tommen). Cersei revelou um dia a Eddard Stark que ficou grávida de Robert uma vez mas abortou o bebê.

A verdadeira paternidade dos filhos de Cersei se manteve como um segredo bem guardado até que a aparência das crianças (com típicos traços Lannister), chamou a atenção do irmão do rei, Stannis Baratheon. Stannis começou uma investigação e confiou suas suspeitas à Mão do Rei, Jon Arryn. Lorde Arryn foi morto por veneno quando descobriu a verdade e Stannis fugiu de Porto Real. No entanto, suas atividades deixaram uma série de pistas e a semente de uma crise dinástica que logo assolaria os Sete Reinos.

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Lena Headey como Cersei Lannister na Série de TV

Após a morte de Jon Arryn, Cersei Lannister acompanhou o marido Robert ao Norte. Houve um banquete para comemorar sua vinda, e logo depois o rei, Lorde Eddard e vários outros saíram do castelo para uma caçada, mas Cersei se deixou ficar, assim como Jaime. Os dois se encontraram numa torre vazia, mas foram flagrados por Bran em pleno ato incestuoso. Para proteger seu segredo, Jaime empurrou Bran pela janela da torre.

Durante o retorno da comitiva real pela Estrada do Rei, Joffrey foi ferido por Arya Stark, e Cersei exigiu de Robert que a garota perdesse uma das mãos, mas o marido não aceitou a punição.

Quando Catelyn Stark sequestrou Tyrion Lannister, Cersei discutiu com Robert, e o rei lhe deu uma bofetada. Logo depois, Eddard, que era a Mão do Rei e andava investigando a morte de Jon Arryn, descobriu a verdade sobre a paternidade dos filhos de Cersei. Ele a confrontou e ela admitiu a verdade, e logo tentou seduzí-lo. Falhou em sua intenção, e Eddard a intimou a fugir com seus filhos para evitar um massacre. A resposta de Cersei foi categórica.

Quando você joga o jogo dos tronos, você ganha ou morre. Não existe meio termo.
— Cersei Lannister para Eddard Stark

Cersei tramou com seu primo, Lancel Lannister, a morte do rei, que estava numa caçada. Lancel serviu a Robert vinho forte, o que possibilitou que ele fosse facilmente empalado por um javali. Após a morte de Robert, uma guerra pelo poder assolou Porto Real, sendo que Cersei colocou seu filho Joffrey no trono apesar das acusações de bastardia. Eddard, que havia sido nomeado Regente pelo rei e pensava ter o apoio da Patrulha da Cidade, foi traído por Petyr Baelish e preso por traição.

Cersei foi nomeada Regente pelo filho, mas o novo rei não a escutava. Durante a confissão de Eddard, Joffrey ordenou que ele fosse executado, tornando impossível a paz entre os Lannister e os Stark, uma paz que Cersei desejava a fim de ganhar tempo para lidar com os irmãos de Robert.

A Fúria dos Reis

Para acabar com os decretos insensatos de Joffrey, Tywin enviou o filho Tyrion a Porto Real a fim de assumir o cargo de Mão do Rei temporariamente. Cersei discordou do fato, e estava pronta para jogar o irmão numa masmorra, mas quando ele prometeu que seria capaz de libertar Jaime, ela decidiu aceitá-lo.

Com a ausência de Jaime, Cersei tomou outros amantes, entre eles o primo Lancel. Quando Tyrion enviou para longe sua guarda pessoal, Cersei contratou três mercenários, Osfryd, Osney e Osmund Kettleblack. Tyrion cobriu a oferta de Cersei e os transformou em seus agentes.

Como Stannis Baratheon movia-se contra Porto Real, Cersei resolveu retirar o filho Tommen da cidade, mas Tyrion interceptou o garoto na estrada e levou-o sob sua custódia. Cersei então sequestrou uma prostituta que acreditava estar dormindo com Tyrion chamada Alayaya, para ameaçá-lo caso o filho não permanecesse em segurança.

Durante a Batalha da Água Negra, Cersei ofereceu aos nobres um banquete dentro da Fortaleza Vermelha. Quando ouviu que o Portão da Lama estava sob ataque, ela ordenou que Joffrey fosse levado de volta à Fortaleza Vermelha. A partida do rei desencorajou os homens, permitindo que Stannis quase tomasse a cidade. Todos foram salvos pela chegada de Tywin Lannister e Mace Tyrell, que atacaram as forças de Stannis pela retaguarda.

A Tormenta de Espadas

Tendo assumido o cargo de Mão do Rei, Tywin tomou as rédeas do governo, deixando claro a Cersei que ela não era mais querida no conselho.

Quando Joffrey morreu envenenado em seu banquete de casamento, Cersei acusou Tyrion Lannister e sua esposa, Sansa Stark, de terem matado o filho. Tyrion exigiu um julgamento por combate, e Cersei nomeou Sor Gregor Clegane como seu campeão. Se surpreendeu, porém, ao descobrir que o Príncipe Oberyn Martell havia se oferecido como campeão de Tyrion. Clegane matou Oberyn, mas foi ferido várias vezes por sua lança envenenada. Seus ferimentos ulceraram e ele morreu aos gritos.

O Festim dos Corvos

Após o assassinato de seu pai, Tywin, Cersei viu todos os entraves ao seu poder retirados. Assumiu a Regência em nome de seu filho Tommen, este totalmente obediente a ela, e foi reconhecida como Senhora de Rochedo Casterly por seu tio Kevan Lannister. Decidida a mostrar que era uma governante melhor até do que Tywin, ela preencheu os cargos do conselho com seus próprios apoiadores, desprezando os antigos acordos feitos pelo pai e os conselhos do tio Kevan.

Cersei começou a suspeitar de que seus poderosos aliados Tyrell, agora seus parentes devido ao casamento de Tommen com Margaery Tyrell, estavam querendo tomar o controle do governo. Uma moeda achada nas masmorras por Qyburn fez a rainha desconfiar que os Tyrell também estiveram envolvidos na fuga de Tyrion. Como o leitor sabe que os Tyrell não tiveram participação no evento, acredita-se que a moeda foi provavelmente plantada para semear a discórdia entre os Lannister e os Tyrell. O ardil funcionou, e Cersei iniciou uma campanha para afastar os Tyrell de postos de influência e autoridade, voltando-se até contra a esposa do filho e o irmão desta, Loras Tyrell, que fazia parte da Guarda Real.

A paranoia de Cersei se intensificou a ponto de afastá-la do irmão Jaime, que partiu para deixá-la com suas maquinações. Ela se recusou a pagar as dívidas da coroa, ofendendo instituições poderosas como o Banco de Ferro de Bravos e a Fé dos Sete. Um dos resultados disso é que a Fé se recusou a abençoar Tommen como rei, e o Banco de Ferro executou dívidas e bloqueou crédito em Westeros, causando um caos econômico nos Sete Reinos. Com o dinheiro a ser usado para pagar as dívidas, Cersei ordenou a construção de uma nova frota real de navios, dando o comando a Aurane Waters, um mercenário de questionável lealdade. Numa tentativa de aliviar as dívidas da coroa, conseguir a benção de Tommen e novos guerreiros contra seus supostos inimigos, Cersei permitiu que o novo Alto Septão ressucitasse a Fé Militante, ignorando os problemas que tal organização havia causado aos monarcas Targaryen no passado. Ela também empregou o desonrado ex-meistre Qyburn, usando-o como torturador e permitindo que ele realizasse experiências imorais com seres humanos. Além disso, Cersei começou a beber muito.

Cersei fazendo sua caminhada de penitência do Grande Septo de Baelor até a Fortaleza Vermelha, por Marc Simonetti ©.

A fuga de Tyrion fez Cersei se recordar da velha profecia, de modo que ela decidiu impedir que esta se realizasse. Para isso, tramou com os Kettleblack a prisão de Margaery pela Fé, mas seu plano saiu pela culatra quando o Alto Septão torturou Osney e descobriu a verdade. Ele a prendeu por vários crimes, incluindo o de matar o Alto Septão anterior. Seus ministros no conselho assumiram o governo e Aurane Waters fugiu com sua nova frota de navios enquanto ela aguardava julgamento no Grande Septo de Baelor. Acusada de crimes capitais, a única esperança de Cersei residia num julgamento por combate, mas seu campeão teria de fazer parte da Guarda Real. Cersei então enviou uma carta emocionada a Jaime pedindo que ele retornasse a Porto Real para lutar por ela, mas ele ordenou que a carta fosse queimada e não respondeu.

A Dança dos Dragões

Cersei permaneceu prisioneira da Fé. Tentando obter acesso a visitantes, ela decidiu confessar ao Alto Septão que teve relações com o primo Lancel e com os três irmãos Kettleblack, sabendo que estes pecados não resultariam numa pena de morte. Ela permaneceu negando ter mandado que Osney Kettleblack matasse o Alto Septão anterior, ou ter tido qualquer participação na morte do Rei Robert. O Alto Septão concordou em permitir que ela recebesse visitas, sendo somente uma por dia. Então Cersei soube do ferimento sofrido por Myrcella, mas o mais importante foi tomar conhecimento da morte de Sor Arys Oakheart, já que isso abria uma nova vaga na Guarda Real. Cersei então mandou dizer a Qyburn que a hora havia chegado.

Antes de seu julgamento, a Fé exigiu que Cersei fizesse uma caminhada de penitência do Septo de Baelor até a Fortaleza Vermelha. Rasparam seus cabelos e os pêlos de seu corpo, além de tê-la deixado nua. Uma escolta de Filhos do Guerreiro, Pobres Irmãos e septãs a acompanhou para protegê-la da multidão que se reuniu para zombar dela. Cersei caiu em prantos logo antes de entrar na Fortaleza Vermelha. Lá dentro, cobriram-na com um manto e ela foi carregada por um cavaleiro alto, coberto dos pés à cabeça por uma armadura branca esmaltada e com o rosto coberto por um elmo. Qyburn depois o apresentou como Sor Robert Forte, campeão dela.

Cersei jantou com seu tio, Kevan, na noite em que ele morreu. Ela pediu que Taena Merryweather retornasse assim que sua inocência fosse comprovada. Kevan não tinha notícias de Jaime, mas Cersei permaneceu segura, acreditando que se ele estivesse morto, ela saberia.

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Damon}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tybolt}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Gerold}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Sarelle}
 
{Tywald}
 
{Tion}
 
{Tytos}
 
{Jeyne Marbrand}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jason}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tywin}
 
{Joanna}*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Kevan}
 
Dorna Swyft
 
Genna
 
Emmon Frey
 
{Tygett}
 
Darlessa Marbrand
 
{Gerion}
 
Ramo
Descendente
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Robert
Baratheon}
 
Cersei
 
Jaime
 
Tyrion
 
Lancel
 
Amerei Frey
 
 
Martyn
 
 
 
 
Prole
 
 
 
{Tyrek}
 
Ermesande Hayford
 
Joy
Hill
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Joffrey
Baratheon}
 
Margaery
Tyrell
 
Myrcella
Baratheon
 
Tommen
Baratheon
 
Margaery
Tyrell
 
 
 
{Willem}
 
Janei
 
 
 


Referências e Notas



Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Cersei Lannister. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.