Casa Peake

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Casa Peake de Pontestrelada
Peake de Starpike.png
Brasão Três castelos negros em campo laranja.
Sede Pontestrelada
Lorde Atual Titus Peake
Região Campina
Título Senhor de Pontestrelada
Suserano Casa Tyrell

A Casa Peake de Pontestrelada é uma casa nobre da Campina, é vassala da Casa Tyrell. Sua sede é Pontestrelada. Seu brasão ostenta três castelos negros em campo laranja.

História

No Reino da Campina

A Casa Peake é uma antiga casa nobre, descendente dos Primeiros Homens. Segunda a lenda, os Peakes, os Florents e os Balls são descendentes dos maridos de Florys, a Raposa, uma das filhas de Garth Gardener, o Mão Verde.[1]

Os Peakes tinham uma rivalidade histórica com a Casa Manderly.[2] Durante o reinado da Casa Gardener sobre a Campina, o rei Gwayne III Gardener tentou persuadir os lordes Manderly e Peake a aceitar seu julgamento para tentar encerrar a disputa entre as duas casas a respeito de suas terras, sem que sangue fosse derramado.[3]

Perto do fim do reinado de Garth X Gardener, começaram a surgir problemas a respeito de sua sucessão, já que o velho Garth não tinha filhos, apenas filhas, uma casada com o lorde Manderly e outro com o lorde Peake. Ambos os maridos decidiram reivindicar o trono de carvalho em nome da esposa, sendo que a rivalidade entre eles foi marcada por traição, conspiração e assassinato, que finalmente explodiu em guerra aberta, engolfando outros lordes e terras. Seguiu-se uma década de anarquia até que Sor Osmund Tyrell, o Alto Guardião de Jardim de Cima, fez causa comum com vários lordes e nobres da Campina e derrotou tantos os Peakes quanto os Manderlys. Sor Osmund então colocou um primo do velho rei Garth no trono, que ascendeu como rei Mern VI Gardener.[2]

A Casa Manderly foi eventualmente expulsa da Campina pelo lorde Lorimar Peake após este convencer o rei Perceon III Gardener de que os Manderly estavam ficando poderosos demais.[4] Isso permitiu que os Peake tomassem o castelo ancestral dos Manderly, em Dunstonbury.[4]

Na Era Targaryen

Durante a Dança dos Dragões, a grande guerra civil Targaryen, Lorde Unwin Peake apoiou os Verdes. Ele tomou comando de um exército da Campina formado por homens leais ao rei Aegon II após a Segunda Batalha de Tumbleton e liderou a retirada.[5] Após a morte do lorde Corlys Velaryon, Lorde Unwin recebeu uma posição na regência do rei Aegon III Targaryen. Ele eventualmente se tornou Mão do Rei, mas depois renunciou quando Aegon III se recusou a se casar com uma de suas filhas.[6]

Lorde Gormon Peake foi um fiel apoiador da reivindicação de Daemon I Blackfyre ao Trono de Ferro e foi considerado um dos melhores cavaleiros durante o reinado de Daeron II Targaryen. Ele apoiou a Casa Blackfyre na sua fracassada rebelião. Como consequência, os Peakes perderam dois dos seus três castelos, deixando para eles apenas com Pontestrelada.[7] Posteriormente, Gormon fez parte da comitiva de Daemon II Blackfyre no Torneio de Casamento em Alvasparedes em 211 d.C., e foi posteriormente executado por traição no desenrolar dos eventos.[8][7]

Os Peakes se levantaram em rebelião contra o Trono de Ferro Targaryen em 233 d.C.. O rei Maekar I liderou o ataque que terminou na tomada de Pontestrelada, mas acabou morrendo no processo. Lorde Robert Reyne e Sor Tywald Lannister também morreram nos combates.[9] Logo em seguida, Roger Reyne, o novo senhor de Castamere, se vingou contra o assassinato do seu pai Robert ao matar vários cativos Peakes até que o príncipe Aegon Targaryen o impediu de exterminar o resto da família.[10]

Eventos recentes

O Festim dos Corvos

Lorde Titus Peake é casado com Margot Lannister.[11]

A Dança dos Dragões

Sor Laswell, Torman e Pykewood Peake são exilados de sua Casa que servem na Companhia Dourada, apoiadores de um garoto que afirma ser Aegon Targaryen. Laswell é enviado para capturar a fortaleza de Casais de Chuva.[12]

Membros Conhecidos

Membros distantes da linha principal:

Membros Históricos

Referências e notas

Nota: Esta página utiliza conteúdo da Hielo y Fuego Wiki. E suas referências.