Casa Lannister

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Casa Lannister
CLannister de Rochedo Casterly.png
Brasão Um leão dourado sobre um campo carmesim
Lema Ouça-me Rugir
Sede Rochedo Casterly
Lorde Atual Rainha Regente Cersei Lannister
Região Terras Ocidentais
Título Senhor de Rochedo Casterly, Escudo de Lannisporto e Protetor do Oeste
Arma Ancestral Rugido Brilhante
Fundador Lann, o Esperto
Fundação Era dos Heróis

A Casa Lannister de Rochedo Casterly é uma das grandes casas nobres dos Sete Reinos e a maior, mais poderosa e importante das Terras Ocidentais. Seu assento de poder é a fortaleza de Rochedo Casterly, embora um ramo menor da casa exista na cidade de Lannisporto. Seu símbolo é um leão dourado em um campo carmesim.[1] Seu lema oficial é "Ouça-me Rugir!". Contudo, um lema não-oficial, mas igualmente bem conhecido, é "Um Lannister sempre paga suas dívidas."[2][3]

Bonitos, altos, de cabelo dourado e olhos verde-esmeralda, os Lannisters tem sangue de aventureiros de Ândalos que criaram um poderoso império no oeste, entre as colinas e os vales. Através da linhagem feminina, eles descendem de Lann, o Esperto, uma figura lendária da Era dos Heróis, que enganou os membros da Casa Casterly, roubando seu principal castelo,[4] ainda durante a era dos Primeiros Homens.[5]

Os Lannisters governaram as Terras Ocidentais como Reis do Rochedo por milênios até a Guerra da Conquista, quando seus exércitos foram derrotados no Campo de Fogo. O rei Loren I Lannister teve que dobrar o joelho para Aegon Targaryen. Este, por sua vez, poupou a vida de Loren e permitiu que a Casa Lannister conservasse seu poder e suas terras, agora retendo o título de Protetores do Oeste em nome do Trono de Ferro. No começo dos livros, o Senhor de Rochedo Casterly é o lorde Tywin Lannister, cuja a filha, Cersei, é esposa do rei Robert I Baratheon. Ele também tem outros dois filhos: Sor Jaime, um cavaleiro da Guarda Real, e Tyrion, um anão.

História

Era dos Heróis

Os Lannisters apareceram durante a era dos Primeiros Homens, em relatos históricos da Era dos Heróis, governando boa parte das Terras Ocidentais, a partir de sua fortaleza em Rochedo Casterly, quando destronaram a antiga Casa Casterly do seu assento de poder. Eles alegam ser descendentes de Lann, o Esperto, a figura lendária que enganou os Casterlys e roubou seu castelo.[5]

De acordo com fontes semi-canônicas, conforme a família foi expandido, membros da Casa Lannister foram deixando Rochedo Casterly e fundaram ali perto uma pequena vila que mais tarde se tornaria a gigante cidade de Lannisporto, formando um braço menor da Casa. Enquanto isso, os Lannisters de Rochedo Casterly se tornaram os poderosos Reis do Rochedo.[6] O primeiro rei Lannister verificável historicamente foi Loreon I, apesar de tal título ter sido dado a Lann o Esperto, postumamente.[5]

Reis do Rochedo

Durante a Invasão Ândala em Westeros, a Casa Lannister inicialmente lutou contra os invasores e aventureiros ândalos que tentavam se estabelecer nas Terras Ocidentais mas eventualmente se voltaram para a diplomacia, arranjando casamentos entre nobres ândalos e dos Primeiros Homens. Ao mesmo tempo, filhos e filhas de ândalos foram levados para Rochedo Casterly, como reféns, para evitar traições, como aquelas que ocorreram no Vale de Arryn. Com o tempo, os reis Lannisters foram casando com nobres ândalas e quando o rei Gerold III morreu sem um herdeiro homem, um conselho nomeou Sor Joffrey Lydden, marido ândalo da única filha de Gerold, para tomar a coroa e ele assumiu o sobrenome Lannister. Assim, a Casa Lannister se tornou uma casa ândala, embora seu nome, da era dos Primeiros Homens, permanecesse.[5]

O ouro de Rochedo Casterly, de Castamere, dos Montes Pendric e do Dente Dourado fizeram dos Lannisters a Casa mais rica dentre as Grandes Casas dos Sete Reinos. A fortaleza de Rochedo Casterly foi construída sobre uma mina, dentro da rocha. De sua posição de poder, a Casa Lannister governou as Terras Ocidentais e influenciaram toda a Westeros, devido ao seu enorme poderio financeiro.

A Casa Lannister tinha uma espada ancestral de aço valiriano, a Rugido Brilhante, mas ela foi perdida pelo rei Tommen II Lannister quando ele foi para Valíria e nunca mais retornou.[7] Os Lannisters ficaram obsecados procurando uma substituta.[7]

Quando Lelia Lannister, esposa do rei Harmund II Hoare das Ilhas de Ferro, foi mutilada pelos homens afogados, o sobrinho dela, o Rei do Rochedo, começou uma violenta guerra contra as Ilhas de Ferro.[8]

Os Lannisters no reinado dos Targaryen

A Guerra da Conquista começou quando Aegon I Targaryen desembarcou em Westeros com seus homens e três dragões. Eles rapidamente varreram a terra, tomando o leste sem muitas dificuldades. Quando Aegon marchou para o oeste, Loren I Lannister, o rei do Rochedo, se aliou com Mern IX Gardener, o rei da Campina, para enfrentar os Targaryens. Os dois exércitos, conhecidos como 'A Tropa dos Dois Reis', tinham mais de 55 000 soldados, incluindo cinco cavaleiros, enfrentando Aegon e seus 10 000 homens, muitos recrutados entre lordes não muito confiáveis que haviam recentemente dobrado o joelho. A batalha parecia favorável aos Lannisters e aos Gardeners, mas Aegon Targaryen e suas irmãs vieram dos céus com seus dragões, queimando o campo de batalha e matando mais de quatro mil homens nas chamas (incluindo o rei Mern e sua família) no que ficou conhecido como Campo de Fogo.[9] O rei Loren fugiu mas logo depois foi capturado e decidiu abrir mão de sua coroa e dobrar o joelho para o rei Aegon I Targaryen. Aegon decidiu manter Loren como Senhor de Rochedo Casterly e lhe nomeou seu Protetor do Oeste.

Os Lannisters se envolveram na grande guerra civil Targaryen, a Dança dos Dragões. O conflito se iniciou como um disputa de sucessão após a morte do rei Viserys I Targaryen, colocando frente a frente sua filha Rhaenyra Targaryen, nascida de sua primeira esposa Aemma da Casa Arryn, e o seu filho Aegon II Targaryen, nascido de sua segunda esposa Alicent da Casa Hightower. O chefe da Casa Lannister naquela época, Lorde Jason Lannister, apoiou os Verdes (a facção que apoiava Aegon II). O irmão de Jason, Sor Tyland Lannister, havia sido Mestre de Navios e membro do Pequeno Conselho do rei Viserys I. Tyland foi nomeado Mestre da Moeda no começo da Dança, e ele tomou o tesouro real e o dividiu em quatro partes. Uma foi deixada aos cuidados do Banco de Ferro de Bravos para segurança, a outra foi posta sob forte guarda em Rochedo Casterly e a terceira foi mandado para Vilavelha. O resto da fortuna ficou com os Verdes para subornos e presentes, além de financiar a contratação de mercenários. Lorde Jason foi morto na Batalha do Ramo Vermelho, deixando Rochedo Casterly em desordem. A tropa Lannister, sob comando do Lorde Lefford, foi estraçalhada durante a Batalha da Margem do Lago, uma das mais sangrentas da guerra. Após a queda de Porto Real, Tyland foi mandado para ser torturado para que entregasse onde o tesouro real havia sido escondido.[10][11]

Algumas décadas mais tarde, durante a Primeira Rebelião Blackfyre, Lorde Damon Lannister permaneceu leal aos Targaryens. O general rebelde, Sor Quentyn Ball, derrotou as tropas Lannister nos portões de Lannisporto. Damon e seu herdeiro, Sor Tybolt, participaram do Torneio de Vaufreixo. Tybolt se tornou o lorde de Rochedo Casterly quando Damon faleceu durante a Grande Praga da Primavera. Gerold Lannister foi prometido a senhora Rohanne Webber mas ele preferiu ficar em Rochedo Casterly com seu irmão Tybolt. Quando o lorde Dagon Greyjoy saqueou a costa ocidental durante o reinado de Aerys I Targaryen, a Casa Lannister lutou contra ele no mar e na terra.

Lorde Tywin Lannister

Tywin Lannister, o Leão de Rochedo Casterly, ilustração por Magali Villeneuve ©.

Durante o governo de Tytos Lannister, a Casa caiu em tempos difíceis. A fraqueza de Tytos permitiu que ele fosse desafiado pelos próprios vassalos. Eventualmente, seu filho Tywin Lannister, veterano da Guerra dos Reis de Nove Moedas, se empenhou para restaurar o poderio de sua Casa, cobrando todo o dinheiro emprestado por seu pai, exigindo reféns daqueles que não tinham como pagar e também requeriu novos votos de lealdade. Quando as casas Reyne e Tarbeck se levantaram em revolta, Tywin agiu rápido e os massacrou, chacinando suas famílias e destruindo seus castelos. Estes eventos restauraram a força da Casa Lannister e fez de Tywin um homem temido e respeitado. Logo em seguida, ele foi feito Mão do Rei por Aerys II Targaryen, uma posição que manteria por anos e desempenharia com sucesso. Quando Aerys II foi capturado durante o Desafio de Valdocaso, pelas mãos de Denys Darklyn, a postura conservadora de Tywin, que demorou seis meses para resolver a questão, iniciou uma rixa entre o Rei e sua Mão. A paranoia e a inveja de Aerys para com Tywin, além do desejo do rei pela esposa de sua Mão, Joanna, fez com que os dois começassem a desenvolver uma inimizade. Tywin nunca foi um homem jovial mas a morte de Joanna durante o parto do seu terceiro filho, Tyrion, o entristeceu gravemente e seu irmão, Kevan, se tornaria seu segundo em comando. Sua irmã Genna acabou cuidando dos seus filhos. Seu outro irmão Tygett morreu de varíola e o irmão mais novo, Gerion, partiu para Valíria, para nunca mais ser visto.

Apesar dos esforços de Tywin para tentar preservar um poderoso legado, a vida em Rochedo Casterly era um tanto disfuncional. Seus filhos gêmeos, Cersei e Jaime, começaram uma relação incestuosa já muito jovens. Cersei, quando ainda era uma jovem donzela, visitou uma bruxa da floresta chamada Maggy a Rã, que deu vislumbres do futuro de Cersei, plantando nela sementes de paranoia. Logo em seguida, Cersei matou sua amiga Melara Hetherspoon, que havia testemunhado a profecia. Tyrion, que tinha apenas treze anos, estava passeando com Jaime quando ele conheceu uma mulher chamada comum Tysha e posteriormente se casou com ela, algo que enraiveceu Tywin, que mais tarde mandou seus homens estuprarem e matarem ela. Lorde Tywin ofereceu Tyrion para casamento para as casas Martell, Hightower, Royce, Florent e Tully, mas foi rejeitado. Jaime, por outro lado, era um jovem guerreiro promissor e foi feito cavaleiro por Sor Arthur Dayne. Tywin ficou devastado quando Jaime se juntou a Guarda Real do rei Aerys II, quebrando uma provável proposta de casamento com Lysa Tully. Depois deste acontecimento (que Tywin viu como o rei Aerys "roubando" seu herdeiro), junto com o fato do rei ter se recusado a casar seu filho, Rhaegar Targaryen, com Cersei, Tywin renunciou a posição de Mão e voltou para Rochedo Casterly com Cersei. Na verdade, isso estragou os planos de Jaime, que havia se juntado a guarda real apenas para ficar perto de Cersei. Ele teve que ficar servindo em Porto Real enquanto sua irmã estava em Rochedo Casterly.

Durante a Rebelião de Robert, onde as Terras da Tempestade, o Norte, o Vale e as Terras Fluviais se levantaram em revolta contra Aerys II e os Targaryens, os Lannisters decidiram permanecer neutros inicialmente. Foi só quando o exército Targaryen foi derrotado pelos rebeldes na Batalha do Tridente, que resultou na morte do príncipe Rhaegar, que lorde Tywin decidiu se juntar a Robert Baratheon, o líder rebelde, mas ele o fez a sua própria maneira. Inicialmente, marchando a frente de uma grande tropa das Terras Ocidentais, ele chegou a Porto Real, a capital dos Sete Reinos, para jurar novamente lealdade a Aerys II. Apesar dos conselhos de que não abrisse os portões, o rei deixou que Tywin entrasse e então começou o saque da capital. Os soldados Lannister roubaram, mataram e estupraram, destruindo a última base de poder dos Targaryen. Na Fortaleza Vermelha, Sor Jaime Lannister, o único membro da Guarda Real na capital, se voltou contra seu rei, violou seus votos e matou Aerys nos pés do Trono de Ferro, pondo um fim na dinastia Targaryen. Enquanto isso, cavaleiros de Tywin massacraram o resto da família real, incluindo as crianças, exibindo seus corpos para Robert Baratheon como um gesto de lealdade.[12] Logo em seguida, Cersei, a filha de Tywin, se casou com o recém coroado Rei Robert I. O casamento real e a quantidade enorme de dinheiro que Robert passou a dever a Tywin só fez o poder dos Lannisters crescer. Lorde Tywin passou os próximos anos sedimentando seu poder e tentando garantir, acima de tudo, que seu legado perdurasse.

Acontecimentos recentes

A Guerra dos Tronos

Sor Jaime Lannister - pelo artista Michael Komarck ©.

Sem o conhecimento da maioria e isso incluía sua própria família, a rainha Cersei e Sor Jaime Lannister, realizaram, durante a maior parte de suas vidas, um caso de amor incestuoso. Todas as três crianças reais, supostamente de Rei Robert I Baratheon, são na verdade de Jaime. Lorde Eddard Stark e sua esposa Catelyn suspeitam dos Lannisters de terem mandado matar o predecessor de Eddard como Mão do Rei, Lorde Jon Arryn, e também de tentar matar seu filho, Bran . O último é verdadeiro, como o menino foi uma testemunha de sua fornicação. O rei Robert nomeia Jaime o novo Protetor do Leste em vez do filho de Jon, Robert Arryn.

Lady Catelyn Stark captura Tyrion Lannister na Estalagem da Encruzilhada para levá-lo a julgamento, levando Lorde Tywin a enviar invasores para as Terras Fluviais numa tentativa de atrair Lorde Stark para o campo,esperando capturá-lo para uma troca. Eddard, no entanto, é perseguido nas ruas de Porto Real por Sor Jaime e é ferido no corpo a corpo, devido a isso acaba enviando outros homens em seu lugar.

Tyrion Lannister escapa do Vale de Arryn, mas a guerra continua, Cersei prende Eddard Stark .Tywin e Jaime ganham várias batalhas sobre os senhores do rio, mas os Tully logo se juntam com o filho de Eddard, Robb Stark, e exército nortenho.

Tywin repele o exército dos nortenho sob o comando de Roose Bolton em uma batalha no Ramo Verde, mas esta força despeja ter sido um chamativo: com Tywin distraído, Robb captura Jaime Lannister no Bosque dos Murmúrios, e quebra o cerco de Correrrio em na Batalha dos Acampamentos .

Enquanto isso Cersei teme por seus filhos caso Eddard Stark informe Robert sobre o parentesco de seus filhos. Ela designa seu primo Lancel Lannister, o escudeiro de Robert, fornecer ao rei um vinho forte durante uma caça á javalis, isso resulta no fato de Robert acabar recebendo ataque forte do javali, fazendo assim ele se ferir gravemente. Logo Cersei faz seu filho Joffrey I Baratheon tornar-se rei, e ele ordena a execução de Lorde Stark, arruinando qualquer chance de paz entre os Stark e o Trono de Ferro. Jaime, apesar de sua ausência, é nomeado Senhor Comandante da Guarda Real. Tywin Lannister, tendo sido nomeado Mão do Rei, envia seu filho Tyrion para assumir suas funções enquanto ele batalha nas Terras Fluviais.

A Fúria dos Reis

O exército Lannister em guerra, por Tomasz Jedruszek.

Os irmãos de Robert, Stannis e Renly Baratheon, cada um disputa o direito de Joffrey I Baratheon ao Trono de Ferro, enquanto Robb Stark é nomeado Rei do Norte. O conflito se torna então conhecido como a Guerra dos Cinco Reis. Tyrion e Cersei Lannister competem pela influência em Porto Real, com Tyrion agindo constantemente. Desesperado para aliados, ele faz movimentos para aliar-se com a Casa Martell. Parte disso envolve o casamento da irmã de Joffrey, a Princesa Myrcella Baratheon, com Trystane Martell . Quando seu navio deixa o porto, a família real é surpreendida por um provocado pelo rei Joffrey.

Jaime Lannister continua na masmorra de Correrrio, apesar das tentativas de libertá-lo. Cersei o substitui na cama por seu primo, Lancel Lannister. Quando as forças Stark invadem as Terras Ocidentais, o exército de Tywin marcha de Harrenhal, mas é impedido o acesso a suas terras natais por Sor Edmure Tully na Batalha dos Vaus. Como resultado, o exército do Rei Robb destrói um terceiro exército ocidental sob o comando de Stafford Lannister na Batalha de Cruzaboi e invade as terras do oeste, mas Tywin está perto o suficiente de Porto Real para defender a cidade quando houver o ataque do autoproclamado rei Stannis I Baratheon. Devido à presença de Tywin, os preparativos defensivos de Tyrion e uma nova aliança com a Casa Tyrell, sendo assim os Lannisters conseguem derrotar Stannis na Batalha da Água Negra. Seguindo os fatos, após a Batalha da Água Negra, a maioria dos que eram vassalos a Stannis Baratheon declaram agora sua lealdade a Joffrey, e Lorde Tywin assume a regra por direito próprio. Lancel recebe as terras que eram pertencentes Casa Darry, formando agora a Casa Lannister de Darry .

Catelyn Stark, depois de ter ouvido falar das supostas mortes de dois de seus filhos Bran e Rickon Stark nas mãos de Theon Greyjoy, libera Jaime do cativeiro numa tentativa de trocá-lo secretamente por suas filhas Sansa e Arya.Tendo desconhecimento que Arya escapou de Porto Real há muito tempo.

A Tormenta das Espadas

Tywin Lannister recusa-se a nomear Tyrion como o herdeiro de Rochedo Casterly, em vez disso o faz mestre da moeda e o casa com Sansa Stark para sua reivindicação a Winterfell e nega aos Tyrell a possibilidade casá-la com Willas Tyrell.Tywin nomeia seu irmão e sua mão direita, Kevan Lannister ao cargo de Mestre das Leis. Tywin também desposa Joffrey I Baratheon a Margaery Tyrell, e tenta casar novamente Cersei, esta vez com Willas Tyrell, mas o senhor Mace Tyrell recusa sob a pressão de sua mãe, Olenna Redwyne. Cersei é evitada no pequeno conselho, e sua regência sobre o rei Joffrey está encerrada.

Quando Tywin descobre que Robb Stark se casou com uma filha de um de seus pequenos vassalos, Jeyne Westerling, ele começa a conspirar com a mãe de Jeyne, o desprezado Lorde Walder Frey e o oportunista Lorde Roose Bolton para derrubar o Rei do Norte. Esta traição é realizado no casamento nas Gêmeas de Edmure Tully e Roslin Frey, quando Robb, Catelyn, e muitos outros são assassinados sob o direito de hóspede. Após isso as casas Stark e Tully perdem a suserania do Norte e Terras Fluviais respectivamente, substituídos respectivamente pelas casas Bolton e a Baelish de Harrenhal. A maioria de seus vassalos regressam à paz do rei após o Casamento Vermelho.

Quando o rei Joffrey morre inesperadamente em sua festa de casamento, Cersei erroneamente acusa Tyrion da ação. Tywin é um juiz no julgamento, junto com Mace Tyrell e o Príncipe Oberyn Martell, a Víbora Vermelha de Dorne. Depois de um bando de testemunhas difamar Tyrion, incluindo aqueles que ele pensava que eram seus amigos, o anão exige um julgamento por combate.O cavaleiro Gregor Clegane é apontado o campeão real, e o príncipe Oberyn luta por Tyrion em um esforço para vingar sua irmã a princesa Elia Martell, morta durante o Saque de Porto Real por ordens que ele diz que veio de Tywin Lannister. Oberyn perde e Tyrion é condenado a morte. Jaime, entretanto, fez o seu caminho para Porto Real com Brienne de Tarth, espada jurada de Catelyn Stark. A caminho, ele perde a mão de espada por ordem de Vargo Hoat, o que governa Harrenhal a serviço dos Stark. Seu retorno à capital ele se encontra um homem mudado, cada vez mais em desacordo com sua família. Ele briga com seu pai Tywin, recusando-se a renunciar à Guarda Real para tornar-se herdeiro de Rochedo Casterly. Antes que Tyrion seja executado, Jaime o liberta de sua cela; Tyrion revela a infidelidade de Cersei e aceita a falsa responsabilidade pela morte de seu sobrinho Joffrey. Durante sua fuga, Tyrion mata seu pai Tywin com uma besta.

O Festim dos Corvos

Cersei, da Casa Lannister, por Magali Villeneuve ©.

A morte de Tywin Lannister pesa sob a casa Lannister. Cersei retoma sua regência, agora sobre o recém-coroado Tommen I Baratheon e quer começar a provar que pode ser uma melhor governante do que seu pai. Ignorando os planos de seu pai, ela enche o pequeno conselho com seus próprios lacaios. Como Rainha Regente, ela tenta nomear Jaime Lannister como Mão do Rei, mas ele se recusa - ela responde dizendo que ela era uma tola por tê-lo amado. Depois do funeral de Tywin, Cersei carrega Jaime com a campanha de limpeza nas Terras Fluviais de senhores que ainda são rebeldes, começando com o levantamento do Cerco de Correrrio que fora tomado por Brynden Tully dos Frey. Enquanto marcha, Jaime tenta aprimorar sua esgrima na mão esquerda e confronta seu primo Lancel Lannister em Darry.

Kevan Lannister reconhece Cersei como senhora de Rochedo Casterly. Ela lhe oferece a seu tio Kevan a posição de Mão do Rei, que ele recusa, salvo se ele também puder assumir a regência. Cersei se recusa a desistir de seu poder e nomeia Daven Lannister como o novo Protetor do Oeste para negligenciar Kevan, e Damion Lannister é nomeado castelão de Rochedo Casterly. Finalmente ela faz o senhor Harys Swyft a Mão do Rei, porque ele é um homem tratável e ele é um refém contra Kevan. Cersei coloca uma recompensa pela cabeça de Tyrion, resultando na morte de muitos anões inocentes ao longo dos reinos.Apesar do casamento de Tommen com Margaery Tyrell, Cersei começa a conspirar contra os Tyrell, que ela suspeita de intriga. Ela dá a uma empregada doméstica suspeita de espionagem a Qyburn, seu sinistro mestre dos sussurros, por suas experiências com necromancia, juntamente com o cadáver de Gregor Clegane (morto da lança envenenada da Víbora Vermelha). A rainha Margaery quer que seu irmão Loras Tyrell se torne o mestre de armas do rei Tommen, uma oferta que Cersei recusa firmemente. Quando os homens de ferro de Euron Greyjoy invadem a Campina, Cersei concede a Loras seu desejo de tomar o comando de Pedra do Dragão, esperando que ele tome o castelo rápido para liberar a Frota Redwyne.Suas esperanças são cumpridas.

Para erguer fundos para construir uma nova frota real, Cersei congela todas as dívidas da coroa, irritando o Banco de Ferro de Bravos e a Fé dos Sete, e também tem o Alto Septão escolhido por Tyrion que fora assassinado. Ela tenta acalmar a igreja permitindo o retorno da Fé Militante, mas o novo Alto Septão a prende por suas fornicações, assassinatos e outras miríades de pecados. Ela escreve uma carta apaixonada a Jaime, implorando-lhe para defendê-la em um julgamento por combate, mas ele queima a carta sem resposta. Lorde Orton Merryweather substitui Harys Swyft como Mão do Rei.

A Dança dos Dragões

Kevan Lannister assume como Regente do Rei, começa a tentar desfazer os problemas políticos de Cersei. Para acalmar os aliados Tyrell, ele nomeia Lorde Mace como Mão do Rei e seus vassalos Paxter Redwyne e Randyll Tarly para o pequeno conselho. Ele também visita Cersei presa, confrontando-a sobre seu caso com Lancel e dizendo-lhe que, independentemente do seu julgamento, seu governo está no fim. Quando ela passa por sua vergonha em toda a cidade, barbeada e nua, ele garante que o Rei Tommen não testemunhe o evento.

Tyrion Lannister, ajudado por Varys, foi levado pelo Mar Estreito. Ali, o aliado de Varys, Illyrio Mopatis, providencia -lhe para viajar com uma banda desajustada para procurar Daenerys Targaryen . No caminho, ele percebe que um do grupo é na verdade o exilado Jon Connington, e que seu "filho" é o filho de Rhaegar Targaryen, o príncipe Aegon, há muito dado como morto. Em um bordel em Selhorys, Tyrion é capturado por outro senhor exilado, Jorah Mormont, que pretende ir a Daenerys Targaryen por suas próprias razões. No caminho para Meereen, Tyrion faz amizade com uma anã chamada Merreca, que se apresentou no casamento de Joffrey. Depois de um naufrágio, eles são capturados e vendidos como escravos. Eles são quase mortos por leões no buraco de combate antes da rainha Daenerys por um fim a ele. Quando seu mestre morre da égua descorada, o trio junta-se aos Segundos Filhos, como Tyrion planeja ter Ben Plumm ao lado novamente de Daenerys e ter a ajuda dos mercenários.

Jaime negocia a paz no Cerco de Corvarbor, a última fortaleza abaixo do Gargalo leal à causa perdida de Robb Stark. Enquanto cavalga de volta para Correrrio ele inesperadamente encontra Brienne de Tarth, que lhe diz que ele deve ir com ela para honrar seu juramento para recuperar Sansa Stark. Kevan ao tentar lidar com o a Fé Militante e a Companhia Dourada aparentemente viva e que apoia Aegon VI Targaryen, é assassinado em seus aposentos por Varys.Varys espera que com a morte do Regente isso vai lançar suspeitas entre Jardim de Cima e Rochedo Casterly. Esses problemas, combinados com as crescentes ameaças à Casa Bolton no norte, a ameaça contínua dos Greyjoy e a incerta lealdade de Dorne significam que o poder de Lannister não é nada assegurado.

Membros

Históricos

Recentes

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Damon}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tybolt}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Gerold}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Sarelle}
 
{Tywald}
 
{Tion}
 
{Tytos}
 
{Jeyne Marbrand}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Jason}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Tywin}
 
{Joanna}*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Kevan}
 
Dorna Swyft
 
Genna
 
Emmon Frey
 
{Tygett}
 
Darlessa Marbrand
 
{Gerion}
 
Ramo
Descendente
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Robert
Baratheon}
 
Cersei
 
Jaime
 
Tyrion
 
Lancel
 
Amerei Frey
 
 
Martyn
 
 
 
 
Prole
 
 
 
{Tyrek}
 
Ermesande Hayford
 
Joy
Hill
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Joffrey
Baratheon}
 
Margaery
Tyrell
 
Myrcella
Baratheon
 
Tommen
Baratheon
 
Margaery
Tyrell
 
 
 
{Willem}
 
Janei
 
 
 

Referências