Balon Greyjoy

De Game Of Thrones BR wiki
(Redirecionado de Balon IX)
Ir para: navegação, pesquisa
Greyjoy.png
Balon Greyjoy
Greyjoy.png
Balon Greyjoy Amoka.jpg
Balon Greyjoy, por Amoka ©
Informações biográficas
Reinado 298 d.C. a 299 d.C.
Nome completo Balon Greyjoy, o Nono de Seu Nome Desde o Rei Cinzento
Apelido(s) Balon, o Bravo
Balon, o Abençoado
Balon, o Duas Vezes Coroado
O Greyjoy
Outros títulos Rei de Ferro
Rei das Ilhas de Ferro e do Norte
Rei do Sal e da Rocha
Filho do Vento Marinho
Senhor Ceifeiro de Pyke
Morte 299 d.C., em Pyke.
Família
Casa Real Casa Greyjoy
Herdeiro Theon Greyjoy
Sucessor Euron Greyjoy
Rainha Alannys Harlaw
Pai Quellon Greyjoy
Mencionado
Aparece
Mencionado
Mencionado
Mencionado

GoT Logo.jpg
Interpretado(a) por Patrick Malahide
Game of Thrones 2º Temporada | 3º Temporada | 6º Temporada

Balon Greyjoy é o chefe da Casa Greyjoy de Pyke; e assim, lorde supremo das Ilhas de Ferro. Ele é capitão da Grande Lula Gigante. [1] Ele é um seguidor dos Costumes Antigos dos homens de ferro e tentou levá-los de volta a proeminência. Em 289 d.C., ele proclamou a independência das Ilhas de Ferro sobre o Trono de Ferro porém foi derrotado pelas forças de Rei Robert I. Na Série de TV, Balon é interpretado por Patrick Malahide.

Tabela de conteúdo

Aparência e personalidade

Balon Greyjoy, por Тхе Мичо ©

Balon tinha a personalidade de um típico Homem de Ferro: obstinado, destemido, e briguento. Ele é inflexível, mesmo quando se trata de sua própria família, e sua no Costume Antigo é absoluta. [2]

Balon sempre foi magro, mas em torno de 298 d.C. ele fica magro, com um rosto duro. Ele possui olhos negros duros com um longo cabelo cinzento salpicado de branco que pende após as costas. [1]

História

Balon é o filho mais velho sobrevivente de Lorde Quellon Greyjoy e de uma senhora da Casa Sunderly. Não é claro quando ele nasceu.

Balon aprendeu a navegar quando ele era ainda jovem e foi um capitão habilidoso. Aos dez anos, Balon escalara os Penhascos de Pederneira até a torre assombrada do Senhor Cego. Aos treze anos, conseguia governar os remos de um dracar e dançar a dança dos dedos tão bem quanto qualquer homem das ilhas. Aos quinze velejara com Dagmer Boca-Rachada até os Degraus e passara um verão na pilhagem. Matara aí o primeiro homem e tomara as duas primeiras esposas de sal. Aos dezessete ele capitaneava seu primeiro dracar.[3] Mais tarde, ele freqüentemente ia a ataques e era conhecido por sua ferocidade e destemor. Balon ordenou que o mesmo tratamento fosse usado no meistre, que morreu juntamente com a madrasta de Balon. [4]

Ele sucedeu seu pai como Lorde Ceifeiro de Pyke quando ele morreu em um de seus ataques. Quando ele retornou para Pyke, ele descobriu que seu irmão mais novo, Urrigon havia morrido de gangrena após ser ferido na dança dos dedos. O meistre tentou salvar a mão do garoto mas suas poções falharam e Urrigon (com quatorze anos de idade) perdeu sua vida. Balon ordenou que o mesmo tratamento fosse usado no meistre, que morreu juntamente com a madrasta de Balon. [4]

Balon se casou com Alannys Harlaw, que lhe deu três filhos e uma filha: Rodrik, Maron, Asha, e Theon.

Depois, Balon e Alannys cresceram separadamente.

Primeira Rebelião

Artigo principal: Rebelião Greyjoy

No passado, os Homens de Ferro costumavam atacar seus vizinhos. Eles atacavam, matavam quem resistisse, tomando servos e esposas de sal, e deixando antes que algum exército pudesse ser reunido. Um homem de ferro tem orgulho em não pagar por uma joia, mas tomá-la daqueles fracos demais para segurá-la. ("Pagando o preço de Ferro") Eles já governaram grande parte de Westeros, incluindo as Terras Fluviais, a Ilha dos Ursos e a Árvore. Após a Guerra da Conquista, eles perderam sua independência e não foram permitidos ter outros territórios no Reino. Balon, como muitos nascidos do ferro, desejava retornar a esses costumes, o que ele considerava uma melhor maneira para os nascidos de ferro.[5]

Balon e seus irmãos, Euron e Victarion, queriam participar da revolta contra os Targaryen (a Rebelião de Robert) para conseguir algum espólio, mas seu pai, o lorde Quellon Greyjoy exitou. Quando ele finalmente aceitou entrar na guerra em favor de Robert Baratheon, já era tarde. Após uma curta batalha naval contra a frota lealista da Campina, Quellon foi morto e, sem prospectos de saques, Balon decidiu retornar para casa para reivindicar sua posição como novo Senhor de Pyke.[5]

Quellon queria reconstruir a relação das Ilhas de Ferro com as "terras verdes", melhorando os laços com os outros senhores dos Sete Reinos. Para atingir este objetivo ele instituiu uma série de reformas. Contudo, Balon discordava. Uma vez no poder em Pyke, ele começou a reinstituir os costumes antigos. Ele passou então os próximos cinco anos reconstruindo a frota de ferro.

Imaginando que o governo do novo rei, Robert I Baratheon, ainda estava fraco e desunido, Balon se coroou Rei das Ilhas de Ferro e declarou a independência do seu povo, iniciando sua rebelião, em 289 d.C..

Sob as ordens de Balon, os nascidos do ferro começaram sua expansão. Eles ganharam rapidamente algum sucesso quando eles atacaram Lannisporto e destruíram a frota Lannister, mas o triunfo não durou tanto tempo. O revés começou quando seu filho mais velho, Rodrik, morreu nas muralhas de Guardamar, e suas tropas e frota foram destruídas. Robert Baratheon acabou reagindo mais rápido que Balon havia antecipado. As forças do Trono de Ferro contra-atacaram, destruindo a frota de ferro na Batalha da Ilha Bela, e depois desembarcando nas Ilhas. Os Greyjoys lutaram ferozmente, mas não tinham como reagir diante da desvantagem numérica e logística. O segundo filho de Balon, Maron, morreria defendendo Pyke. Quando o castelo caiu, Balon Greyjoy foi forçado a aceitar a derrota e ajoelhar-se, rejurando lealdade aos Baratheon, permitindo que Theon, seu único filho sobrevivente, fosse levado como refém por Eddard Stark.[6]

Em 297 d.C., o irmão de Balon, Euron, seduziu a mulher de outro irmão seu, Victarion. Para prevenção do derramamento de sangue entre irmãos, Balon enviou Euron ao exílio e jurou que o mataria caso ele retornasse. Para manter sua honra, Victarion matou sua mulher.[7]

Segunda Rebelião

Artigo principal: Guerra dos Cinco Reis

Apesar de derrotado, Balon Greyjoy nunca desistiu de seu desejo de se tornar Rei das Ilhas de Ferro, e na hora que a Guerra dos Cinco Reis eclodiu, uma oportunidade se apresentou para ele. Balon reuniu sua frota e ordenou que todos os navios que estavam nas Ilhas de Ferro permanecessem lá para que ele tivesse o elemento surpresa.

Robb Stark, o Rei do Norte, ofereceu uma aliança a Balon contra os Lannister, mas Balon rejeitou a oferta, que foi levada a ele por seu filho Theon. [6] Ao invés disso, se declarou Rei das Ilhas de Ferro e do Norte, tomando o Gargalo, cortando o exército de Robb, deixando-o apenas nas Terras Fluviais e nas Terras Ocidentais. Então os homens de ferro, liderados por Asha, Theon, e Dagmer Boca-Rachada, foram devastando a costa ocidental do Norte.

Suas forças conseguiram conquistar um bom número de castelos já que vários soldados haviam partido com Robb para lutar no sul. Entre esses castelos estavam: Bosque Profundo, Praça de Torrhen e a sede dos Stark: Winterfell. [8][9][10][11]

Morte e sucessão

Balon morreu em uma queda enquanto atravessava uma ponte durante uma tempestade em 299 d.C.. [12][13] Alguns presságios e o retorno oportuno de seu irmão Euron, levam a especulação de que Balon talvez tenha sido assassinado por um assassino ao comando de Euron. [14][15][3]

Após sua morte, sua filha Asha e seus irmãos Victarion e Euron estavam entre os candidatos para sucedê-lo. [4][3][7] Theon havia sido levado prisoneiro pelos Bolton e não foi capaz de firmar sua reivindicação. [16][17] O assunto foi decidido em uma Assembleia de Homens Livres organizada por Aeron Greyjoy, outro irmão de Balon. [4][7] Euron, o irmão mais velho de Balon, foi escolhido como seu sucessor após ele prometer conquistar todo o continente de Westeros com o poder de dragões. [18]

Citaões

Sou Greyjoy, Senhor Ceifeiro de Pyke, Rei do Sal e Rocha, Filho do Vento Marinho e ninguém me dá uma coroa. Eu pago o preço de ferro. Tomarei a minha coroa, como Urron Redhand fez há cinco mil anos.
- Balon Greyjoy

Família

Stonetree
desconhecida
 
 
 
{Quellon}
 
 
 
 
 
 
 
Sunderly
desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Piper
desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Harlon}
 
{Quenton}
 
{Donel}
 
 
{Balon IX}
 
Alannys
Harlaw
 
Euron III
 
Victarion
 
{Urrigon}
 
Aeron
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Rodrik}
 
{Maron}
 
Asha
 
Theon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Robin}
 

Referências


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Balon Greyjoy. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas