Aerion Targaryen

De Game Of Thrones BR wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Targaryen.png Aerion Targaryen Aerion Targaryen.png
Aerion Targaryen Amoka.jpg
Aerion Targaryen por Amoka ©
Apelido(s) Chamaviva
Aerion, o Monstruoso
O Príncipe Que Pensava Ser Dragão
Título Príncipe
Lealdade Casa Targaryen
Segundos Filhos
Cultura Valíria
Nascimento Em 192 d.C.
Morte Em 232 d.C.
Mencionado
Mencionado
Mencionado
Aparece
Mencionado
Mencionado
Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

O Príncipe Aerion Targaryen era o segundo filho de Maekar I com Dyanna Dayne, e ficou conhecido como Aerion, o Monstruoso e por Aerion Chamaviva, que é como ele gostava de chamar a si mesmo. É um dos melhores exemplos de como a loucura pode atingir os Targaryen. Cruel e arrogante, ele pensava ser um dragão.

Aparência e Características

Quando jovem, Aerion era magro e empertigado como uma adaga e de estatura média com aproximadamente a mesma idade de Sor Duncan, o Alto. Belo e jovem, tinha cabelos com cachos louro-prateado e um rosto esculpido e imperioso com a testa alta e maçãs do rosto pronunciadas, nariz afilado e uma pele clara e lisa, sem manchas e seus olhos eram de um violeta profundo. Apesar de ser magro, Aerion é forte, mas não tão forte quanto Duncan.[1]

Aerion é vaidoso e frequentemente usava trajes ricos e chamativos como um manto negro debruado de cetim escarlate ou traje resplandecente como uma chama, todo vermelho, amarelo e dourado ou sobretudo era uma mistura de fumo e fogo entretecidos ou um resplandecente gibão de veludo vermelho com mangas longas pendentes.[1]

Além de vaidoso, Aerion é cruel, quase um monstro, e também é louco, achando que ele mesmo é um dragão em forma humana. Ele também é arrogante, mas dissimulado, porque é todo sorridente e cavalheiro enquanto seu pai. Maekar, está por perto, mas mostra sua verdeira natureza quando não está com ele.[1]

Aerion usa seu emblema pessoal no escudo: o dragão de três cabeças da Casa Targaryen, mas em cores muito mais vivas; uma cabeça era laranja, uma amarela, uma vermelha, e as chamas que sopravam tinham o brilho da folha de ouro. Seu elmo é enegrecido e possui um espigão de chamas vermelhas esmaltadas no topo.[1]

Aerion é um cavaleiro poderoso, mas cruel e caprichoso, e diletante das artes negras.[2]

História

Aerion foi o segundo filho do príncipe Maekar I Targaryen com a senhora Dyanna Dayne. Ele tem um irmão mais velho chamado Daeron Targaryen, também chamado de Daeron, o Bêbado, e dois irmãos mais novos Aemon e Aegon, também chamado de Egg, e duas irmãs, Rhae e Daella. [3]

Desde jovem, Aerion já havia mostrado sinais de sua loucura, o que fez com que seu irmão mais novo, Aegon, o desprezasse. Aerion tinha jogado o gato de estimação de Aegon em um poço e costumava visitar seu quarto durante a noite para colocar uma faca nas partes íntimas do irmão, dizendo que devia cortá-las para transformá-lo numa irmã com quem pudesse se casar.[1]

No entanto, Aerion era a melhor esperança do pai, que era decepcionado com seu filho mais velho, Daeron Targaryen. Por isso, Aerion sempre se mostrava cavalheiresco e gentil na frente de Maekar.[1]

Aerion tinha seu próprio Ovo de Dragão, cuja as cores eram dourado e prateado, com veios de fogo correndo por ele.[4]

Torneio de Vaufreixo

Em 209 d.C. Aerion viajou até Vaufreixo para participar do Torneio de Vaufreixo onde ele confundiu Sor Duncan, o Alto, com um cavalariço.[1]

Pouco antes de justa onde ele ia participar, ele faz um comprimento negligente ao Mão Baelor e parecia que ia desafiar o príncipe Valarr Targaryen para uma justa, mas então ele riu desdenhosamente foi desafiar Sor Humfrey Hardyng. Durante a justa, Egg torceu para que Sor Humfrey matasse Aerion, mas por fim Aerion covardemente empalou o cavalo de Sor Humfrey que quebrou a perna na queda. Aerion foi desqualificado e Sor Humfrey foi dado como vencedor. Aerion ficou furioso por ter que dar seu próprio cavalo como compensação por sua covardia.[1]

Durante o Torneio de Vaufreixo, Aerion atacou marionetistas dornesa chamada Tanselle que haviam cometido a “insolência” de representar a morte de um dragão em uma apresentação de títeres de Florian, o Bobo e Jonquil. Sor Duncan, o Alto, diante daquela injustiça, atacou o príncipe com um soco que o derrubou no chão e chutou sua barriga, mas quando Aerion tentou reagir no chão com um punhal, Dunk chutou sua mão e seu rosto afrouxando alguns de seus dentes. Quando Dunk foi rendido pelos guardas do príncipe, Aerion estava pronto para "retribuir o favor" de Duncan, arrancando todos seus dentes, mas o cavaleiro foi salvo por Egg que revelou-se como o príncipe Aegon, irmão caçula de Aerion.[1]

Duncan sabia que sua melhor chance seria através de um Julgamento por combate. Sedento de vingança, mas temendo o tamanho e a força de Sor Duncan, Aerion optou por um Julgamento de Sete, com sete cavaleiros de cada lado. O príncipe Aerion ludibriou Sor Steffon Fossoway a mudar de lado, deixando o partido de Sor Duncan e tomando o partido de Aerion, mas Sor Steffon foi substituído pelo príncipe Baelor Targaryen.[1]

Durante o julgamento, Aerion e Sor Duncan se enfrentaram e a perícia de Aerion quase subjugou Duncan. O grande cavaleiro, porém, se utilizou de seu tamanho e força, combinadas com sua experiência de infância com brigas na Baixada das Pulgas, e conseguiu subjugar Aerion, forçando-o a retirar as acusações. Foi nesse julgamento que o príncipe Baelor Quebralanças morreu, atingido por um golpe do príncipe Maekar.[1]

Depois do julgamento, Maekar enviou Aerion para Lys, onde ele ficou por alguns anos. É possível que ele tenha tido alguns filhos durante esse período.[1]

O Exílio e seu retorno para Westeros

Aerion ficou em Lys por alguns anos. É possível que ele tenha gerado algumas crianças enquanto vivia lá. [5] Ele serviu aos Segundos Filhos durante seu exílio.[6]

Aerion voltou para Westeros e lutou na Terceira Rebelião Blackfyre em 219 d.C.. Ele realizou algumas ações de destaque na batalha. Depois que Açoamargo foi capturado, Aerion e a Mão do Rei, Lorde Brynden Rivers, pediram ao rei Aerys I Targaryen para matar Aegor, mas o rei decidiu enviá-lo para a Muralha em vez disso.[7]

Aerion foi casado com sua prima Daenora Targaryen.[3] Juntos, eles tiveram um filho que teve o sinistro nome de Maegor, nascido em 232 d.C., mesmo ano em que Aerion morreu ao beber um copo de fogovivo crente de que isso o transformaria num dragão. A pretensão de seu filho ao Trono de Ferro foi recusada pelo Grande Conselho.[2]

Citações

Citações de Aerion

Não se zomba do dragão. [1]
— Aerion


Aerion: Você afrouxou um dos meus dentes. Então vamos começar a quebrar todos os seus. Você parece familiar.

Duncan: Você me confundiu com um cavalariço.

Aerion: Eu me lembro. Você se recusou a pegar meu cavalo. Por que jogou sua vida fora? Por esta puta? Ela dificilmente vale isso. Uma traidora. O dragão nunca deve perder. [1]

— Aerion torturando Tanselle enquanto ameaça Sor Duncan depois de tomar uma surra do mesmo


Aerion:Patifezinho imprudente. O que aconteceu com seu cabelo?

Egg: Eu cortei, irmão. Não queria parecer com você. [1]

— O reencontro de Aerion e Egg


'Duncan: RENDA-SE!

Aerion: Eu me rendo. [1]

— Aerion se rendendo após perder o Julgamento de Sete

Citações sobre Aerion

O interlocutor usava um manto negro debruado de cetim escarlate, mas por baixo seu traje era resplandecente como uma chama, todo vermelho, amarelo e dourado. Magro e empertigado como uma adaga, ainda que de altura mediana, devia ter quase a mesma idade de Dunk. Cachos de cabelo louro-prateado emolduravam um rosto esculpido e imperioso; testa alta e maçãs do rosto pronunciadas, nariz afilado e uma pele clara e lisa, sem manchas. Seus olhos eram de um violeta profundo.[1]
— Primeiras impressões de Sor Duncan sobre Aerion
Aquele belo jovem era um príncipe, disso não tinha dúvidas. [1]
— Sor Duncan sobre Aerion
Aerion usava o dragão de três cabeças no escudo, mas era apresentado em cores muito mais vivas do que o de Valarr; uma cabeça era laranja, uma amarela, uma vermelha, e as chamas que sopravam tinham o brilho da folha de ouro. Seu sobretudo era uma mistura de fumo e fogo entretecidos, e seu elmo enegrecido era encimado por um espigão de chamas vermelhas esmaltadas.[1]
— armadura de Aerion
Depois de uma pausa para baixar a lança para o Príncipe Baelor – uma pausa tão breve que foi quase negligente –, ele galopou até a extremidade norte do campo, passou pelo pavilhão de Lorde Leo e pelo de Tempestade Risonha, diminuindo apenas quando se aproximou da tenda do Príncipe Valarr. O Jovem Príncipe se levantou e ficou em pé rigidamente ao lado de seu escudo, e, por um momento, Dunk teve certeza de que Aerion pretendia desafiá-lo... mas então ele riu e avançou, e foi bater com força a ponta da lança contra os losangos de Sor Humfrey Hardyng.[1]
— arrogância de Aerion
Se é verdade o que dizem, Aerion é todo sorriso e cavalheirismo enquanto seu pai está observando, mas quando não está... [1]
Raymun Fossoway
Daeron é um beberrão, Aerion é vaidoso e cruel, e o terceiro filho era tão pouco promissor que foi mandado à Cidadela para se tornar um meistre, e o mais jovem... [1]
Raymun Fossoway
E Aerion... lembro-me de que, quando eu era pequeno, ele costumava entrar no meu quarto à noite e colocar uma faca entre minhas pernas. Tinha tantos irmãos homens, dizia, que talvez uma noite me transformasse em sua irmã, então poderia se casar comigo. Além disso, jogou meu gato no poço. Ele diz que não, mas sempre mente. [1]
Egg
Aerion é quase um monstro. Acha que é um dragão em forma humana, sabe. E foi por isso que ficou tão furioso com o espetáculo de títeres. Uma pena que ele não tenha nascido um Fossoway, pois pensaria que é uma maçã e todos estaríamos em segurança, mas aqui estamos nós. [1]
Daeron Targaryen
Aerion era forte, mas Dunk era mais forte, maior e mais pesado também. [1]
Duncan
(…) há ovos. O último dragão deixou uma ninhada de cinco, e existem mais em Pedra do Dragão, mais antigos, de antes da Dança. Todos os meus irmãos também têm um. O de Aerion parece ter sido feito de ouro e prata, com veios de fogo correndo por ele. O meu é branco e verde, todo misturado. [4]
Egg
Depois dele vinha o príncipe Aerion, conhecido como Chamaviva ou Fogovivo ‒ um cavaleiro poderoso, mas cruel e caprichoso, e diletante das artes negras. [2]


Família

 
 
 
 
 
 
 
 
{Daeron II}
 
{Mariah
Martell}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Baelor}
 
{Jena
Dondarrion}
 
{Aerys I}
 
{Aelinor
Penrose}
 
{Rhaegel}
 
{Alys
Arryn}
 
{Maekar I}
 
{Dyanna
Dayne}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Valarr}
 
{Kiera de
Tyrosh}
 
{Matarys}
 
{Aelora}
 
{Aelor}
 
{Daenora}
 
{Aerion}
 
{Daeron}
 
{Kiera de
Tyrosh}
 
{Aemon}
 
{Aegon V}
 
{Rhae}
 
{Daella}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gêmeo
 
Gêmeo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Maegor}
 
 
 
 
 
{Vaella}
 
 
 
 
 
 
 
Casa Targaryen
 
Filhos
desconhecidos
 
Filhos
desconhecidos
 
 

Referências

Notas