A Guerra dos Tronos - Prólogo

De Game Of Thrones BR wiki
(Redirecionado de A Guerra dos Tronos-Prólogo)
Ir para: navegação, pesquisa
Prólogo
Capítulo de A Guerra dos Tronos
A Guerra dos Tronos.jpg
PDVWill
LocalPara Lá da Muralha
Página7 PT-BR Leya (Outras versões)
Cronologia dos capítulos (Todos)
 ← Prólogo → Bran I

Três patrulheiros da Patrulha da Noite rastreiam um grupo de saqueadores selvagens ao norte da Muralha, até encontrarem os Outros, que apareceram pela primeira vez em 8000 anos.

Tabela de conteúdo

Sinopse

Gared, Will e o comandante deles, Sor Waymar Royce, homens da Patrulha da Noite, estavam rastreando selvagens por vários dias na Floresta Assombrada, ao norte da Muralha. Gared está apreensivo mas Waymar Royce menospreza seus medos. Gared insiste que eles deveriam voltar pois, de acordo com Will, os selvagens estão mortos. Sor Waymar pergunta novamente a Will os detalhes do que ele viu.

Will explica o que viu no acampamento dos selvagens. Seu abrigo estava coberto por neve, sem fogo, e ninguém se mexeu enquanto ele observava. Eles estavam deitados no chão como mortos, mas sem sangue aparente. Havia também uma sentinela no alto de uma árvore, que também não se mexia. Gared sugere que os selvagens tenham morrido congelados, mas Sor Waymar aponta que o clima não está gelado o suficiente para matar homens assim. Ele pede para Will levá-los até os homens mortos.

Com o cair da noite, eles cavalgam até o acampamento. Will e Gared sentem que algo está errado, mas Waymar Royce zomba deles e diz para Gared ficar para trás guardando os cavalos; Gared sugere que façam uma fogueira, mas Waymar ordena que não. Will teme que a insolência de Waymar provoque Gared a desembainhar sua espada, mas Gared eventualmente cede à ordem e nenhuma fogueira é acesa.

Will e Sor Waymar sobem o cume, sendo Waymar muito mais ruidoso que Will. Quando Will retoma à sua vista de mais cedo, agachado e escondido, vê que todos os corpos sumiram. Waymar chega ao topo do cume e fica à vista de todos, e apesar dos avisos de Will, Waymar continua. Ele declara que não voltará para a Muralha sem encontrar os selvagens e ordena que Will suba numa árvore para procurar por fogueiras.

Will relutantemente sobe numa Sentinela próxima. Logo abaixo dele, Sor Waymar desafia um inimigo invisível. Will acredita ver uma sombra branca se mover, mas não tem certeza. Ele quase berra um aviso, mas desiste, incerto. Sor Waymar comenta sobre o frio súbito, que Will também sente.

Um dos Outros emerge da floresta: alto, magro e branco, manchado de um brilho cinza esverdeado. O cavaleiro ordena que o Outro não avance e se prepara para lutar, com o medo evidente em sua voz. Conforme a luta se inicia, mais Outros saem das árvores, mas somente assistem. A espada dos Outros é feita de cristal afiado desumanamente e translúcido. Waymar luta bravamente, mas acaba errando uma defesa e é ferido abaixo do braço, gritando de dor. Waymar grita: "Por Robert!" e avança. Assim que sua espada acerta a espada do Outro, sua lâmina é destruída. Estilhaços de aço se espalham para todo o lado e um deles acerta o olho de Waymar, que cai de joelhos, cego. Os outros se aproximavam e o apunhalam sem misericórdia.

Will desvia o olhar por um longo tempo antes de olhar novamente para a cena. Will desce a árvore, examina o corpo de Royce, e então pega o punho de sua espada quebrada. Ele decide levá-lo de volta para mostrar aos comandantes, esperando que Gared ainda estivesse com os cavalos. Então Sor Waymar se ergue, com olhos queimando em azul, e agarra a garganta de Will, com o toque frio como gelo.

Lista de Personagens

Aparecem:

Mencionados:


Locais

Aparecem:

Mencionados:


Casas

Aparecem:

Mencionadas:


Termos mencionados no Capítulo

Aparecem:

Mencionados:


Links externos



Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em A Game of Thrones-Prologue. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas